Angola Janga – Uma História de Palmares (Veneta), de Marcelo D’Salete, é o vencedor do Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs, organizado pelos blogs Vitralizado e Balbúrdia. E levou com folga: 18 das 20 listas de votantes elegeram a obra como o melhor quadrinho lançado em 2017 no Brasil.

Leia Mais
As 30 melhores HQs de 2017 segundo O Grito!

Em segundo lugar, no Grampo de Prata, ficou Aqui, de Richard McGuire, lançado pela Companhia das Letras. Logo depois, com o Bronze, vem Mensur, de Rafael Coutinho. O top 10 segue com Paciência (Nemo), de Daniel Clowes, em quarto, Sem Dó, de Luli Penna (Todavia), em quinto, Estudante de Medicina (Veneta), de Cynthia B., em sexto, O Homem Que Passeia (Devir), de Jiro Taniguchi, em sétimo, Alho Poró, de Bianca Pinheiro (La Gougotte), em oitavo e finaliza com Úlcera Vórtex (Escória Comix), de Victor Bello, em nono e três quadrinhos empatados em décimo: Akira – Volume 1 (JBC), de Katsuhiro Otomo; Black Hole (Darkside), de Charles Burns e Boxe (La Gougotte), de Alexandre S. Lourenço.

O Prêmio Grampo conta com a votação de profissionais ligados aos quadrinhos no Brasil, entre eles jornalistas, editores, tradutores e pesquisadores. Paulo Floro, editor aqui do O Grito! e Dandara Palankof, editora da Plaf, estão entre os votantes.

A entrega dos troféus aconteceu na Ugra Press, em São Paulo, nesse sábado (3). Veja a relação completa das obras indicadas e as escolhas de cada votante no Vitralizado.

Sem mais artigos