angouleme

O Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême, o mais importante do mundo, divulgou os álbuns vencedores da 44ª edição. Paysage Aprés La Bataille, de Philippe de Pierpont e Eric Lambé saiu com o prêmio principal, o Fauve D’Or, de melhor HQ do ano.

O festival aconteceu de 26 a 29 de janeiro em Angoulême, na França e consagrou o quadrinista suíço Cosey com o troféu de Grande Mestre.

Matthieu Bonhomme venceu o prêmio do público (Fauve D’Angoulême) com a HQ L’Homme Qui Tua Lucky Luke, do famoso caubói dos quadrinhos. A Melhor Série foi para o mangá Chiisakobe – Vol. 4, de Minetaro Mochizuki e o Prêmio Polar SNCF, de melhor HQ policial e de suspense foi para L’Eté Diabolik, de Alexandre Clérisse e Thierry Smolderen. A melhor HQ alternativa foi vencida por Biscoito #44 – Le Renne Des Neiges. Já a Revelação foi para Mauvaises Filles, da sul-coreana Ancco.

O prestigiado prêmio de Patrimônio foi para Le Club Des Divorcés – Vol. 2, de Kazuo Kanimura. Já o Prêmio da Juventude foi para La Jeunesse de Mickey, de Tebo (Frédéric Thébault).

Todas essas obras são inéditas no Brasil, mas dado o mercado aquecido de hoje é possível torcer para que estas HQs cheguem por aqui.

Sem mais artigos