Imagem: trecho de Pindorama, de Erick Volgo e Lehi Henri.

A Comic Con Experience tornou-se uma das vitrines mais importantes dos quadrinhos nacionais, ainda que as HQs não sejam sua força motriz (neste sentido o FIQ é o evento de maior peso no Brasil). Isso acaba instigando um ecossistema de produção e, talvez mais importante, incentivando novos artistas. Na primeira edição da convenção no Recife, a CCXP Tour Nordeste, vale destacar os lançamentos mais interessantes de quadrinistas de Pernambuco.

Sem um evento desse porte há anos e com poucos lançamentos quando comparado a outros estados, Pernambuco vive uma fase de ressurgimento. Ainda que não tenha uma linha de patrocínio específica, há cada vez mais projetos de quadrinhos na lei de incentivo à cultura estadual, o Funcultura (inscritos tortamente como “literatura”).

Há também projetos mais sofisticados, como Pindorama e álbuns coletivos, como o Tô Miró. Isso sem falar de novos nomes que surgem com todo gás no independente: a maior parte dessa lista é de novatos.

Para incentivar e dar holofotes a essa produção autoral fizemos uma lista de HQs de autores pernambucanos que serão vendidas na CCXP.

PINDORAMA, DE ERICK VOLGO E LEHI HENRI

Um cenário distópico, onde emerge um Recife pós-apocalíptico é a tela onde o roteirista pernambucano Erick Volgo pintou a história de Pindorama. O HQ é a primeira obra do estilo que Erick assina e debate através do universo fictício temas como desigualdade social, corrupção e barreiras do gênero através de uma nova ideia de heroi. Os desenhos são realizados pelo designer e ilustrador pernambucano Lehi Henri. A HQ será vendida na mesa G09, no Beco dos Artistas.

ASSOMBRAÇÕES DO RECIFE VELHO, DE ANDRÉ BALAIO E TÉO PINHEIRO

André Balaio e Téo Pinheiro voltam a apostar na tradição do terror pernambucano nesta nova HQ. Eles já tinham trabalhado com esta temática em A Rasteira da Perna Cabeluda. Este novo Assombrações do Recife Velho é baseado na obra de Gilberto Freyre. A obra estará disponível para venda na mesa H08 da Artists Alley e no estande da Fênix Comic Shop.

A NOIVA, DE ERON VILLAR E THONY SILAS

O pernambucano Thony Silas ficou mais conhecido por seu trabalho para editoras mainstream com Marvel e DC, mas chega na CCXP Tour com um trabalho autoral. Ele assina os desenhos de A Noiva, roteirizado pelo também pernambucano Eron Villar. O livro inaugura o selo Ueon Productions, dedicado a projetos multimídia. A obra é baseada no livro de Paulo Santos sobre a Revolução Pernambucana de 1817. Silas estará na mesa A03-04 do Beco dos Artistas.

NÃO TENHO UMA ARMA, DE ROGER VIEIRA

O ilustrador pernambucano Roger Vieira lança a HQ independente Não Tenho Uma Arma, onde mãe e filho vivem em uma floresta, em um tanque de guerra adaptado como uma residência. Esta é a primeira HQ de Vieira, que trabalha para a Folha de Pernambuco e lança tiras na internet.

FLIPERAMA, DE LAERTE SILVINO

Laerte Silvino traz sua nova HQ autoral, Fliperama, onde trabalha dentro da estética dos videogames dos anos 1990. E tome referências a games clássicos, sobretudo aqueles jogados em fliperamas. Silvino é veterano da cena de quadrinhos local e já tem três álbuns lançados, sendo o último A Iara, pela Nemo. Ele estará na mesa D05, do Artists Alley.

TIMO DE RAUL AGUIAR e VAGALUZ, DE THALES MOLINA

O pernambucano Raul Aguiar, ao lado de Thales Molina, faz parte do selo Rochedo Press. Timo é uma das HQs dessa iniciativa e foi financiado via crowdfunding do Catarse. A história fala de uma criança que tem o poder de se teleportar para qualquer história que lê.

Vagaluz, de Thales Molina coloca o leitor na perspectiva de um inseto, um vagalume que busca uma outra luz. Os dois gibis estão juntos em uma mesma edição no formato flip flop, vendido na mesa D06 da CCXP Tour.

CONTOS INÉDITOS, DE FELIPE SOARES

Felipe Soares também faz sua estreia na CCXP Tour. Apostando no gênero horror ele traz a coletânea Contos Malditos com duas histórias, “Passageiro” e “Ciço e a Botija de Ouro”. O “Vol. 1” na capa, indica que vem mais por aí.

PRISMARTE ESPECIAL AMARO CAMARAJIPE

É importante destacar que a resistência que é a Prismarte, uma das publicações independentes mais longevas do País. Para comemorar os 25 anos do Amaro Camarajipe, a PADA/Prismarte lança essa edição especial, que junta dois artistas que já desenharam HQs do personagem, Milton Estevam e Milson Marins, com textos do criador da série Marcelo Schmitz. Estevam (PE) vem trabalhando para editoras dos EUA (Marvel e DC).

BÔNUS: RAGU

Calma, não tem uma nova Ragu na CCXP! A mais icônica revista de quadrinhos feita em Pernambuco ainda não voltou – o retorno está previsto para o ano que vem – mas os exemplares antigos estarão à venda na Comic Con. Os idealizadores João Lin e Mascaro estarão por lá promovendo o retorno da publicação.

A CCXP acontece de 13 a 16 de abril no Centro de Convenções de Pernambuco. Os ingressos ainda estão à venda e custam à partir de R$ 79,99.

Sem mais artigos