Após um ano de intensa produção (e repercussão!) no cenário de quadrinhos no Brasil e em Pernambuco, produtores locais estão dispostos a não deixar esse movimento esfriar. Para isso, um dos planos é criar uma agenda de eventos que incentive o consumo e aprimoramento dessa arte.

Nos dias 26 e 27 de maio deste ano, vai ocorrer a Bienal Geek, que terá como tema “existe um nerd em cada um de nós”. A data foi escolhida para suprir a carência que a Comic Con Experience Tour Nordeste criou em no último ano. “Existe toda uma legião de fãs de cultura pop que ficaram órfãs com a ausência da CCXP em Pernambuco em 2018”, afirmou Rogério Robalinho, produtor a frente do projeto e diretor geral da Bienal Internacional de Pernambuco.

Leia Mais: como foi a CCXP Tour no Recife
Anteriormente nomeada pelo próprio diretor como Mostra Bienal Geek Show, o evento não tinha data ou tema definidos em dezembro quando a notícia “vazou”. Mesmo com novidades, programação e custo do ingresso ainda estão sendo definidos.

“Já sabemos com certeza que a programação estará recheada de palestras, debates, apresentações artísticas, desfiles cosplay, lançamentos de livros, rodadas de negócios e exposição de produtos e serviços. Tudo está sendo desenvolvido com base em três eixos de sustentação: entretenimento, educação e negócios”, destaca o produtor.

Segundo ele, esses pilares estão ligados a um dos principais objetivos da veterana Bienal do Livro: incentivar a leitura. Visto que esta prática não está ligada somente aos livros, o incentivo à leitura de HQs pode levar um maior público a compreender que leitura não está ligada apenas a compreensão de palavras, mas também a reflexão e compreensão de imagens e contextos.

Um fator que influencia a grade da Bienal Geek não ter sido fechada é a procura por mais patrocinadores. “A Bienal do Livro conta com subsídio, por isso o ingresso é tão em conta. Já para esse evento, não conseguimos ainda arrecadar tanto valor que possa baratear a entrada. Mas podemos afirmar que não será tão caro quanto a CCXP Tour”, disse Robalinho. O diretor também se mostrou disponível para realizar colaborações com “gente nova que está interessada em produzir nesse mercado”.

Sem mais artigos