Pabllo Vittar lança nesta sexta (4) seu novo álbum, Não Para Não com participações de Dilsinho, Ludmilla e Urias. O trabalho une diversas referências musicais que se transformam dentro do pop de Pabllo, desde technobrega, axé, sertanejo, eletrônico e electropagode.

“O disco foi pensado como uma noite comigo: tem música pra se acabar de dançar, música pra chorar pelo boy lixo, enfim, tá incrível”, promete a cantora, por e-mail. Produzida, mais uma vez, pelo Brabo Music Team (BMT), mesmo time do primeiro álbum, a Pabllo de Não Para Não tem sua potência concentrada num disco que não vai além dos 27 minutos de duração.

O disco chega em meio a uma ascenção de Pabllo Vittar ao primeiro escalão do pop brasileiro. Ela estourou no ano passado com o disco Vai Passar Mal, um trabalho que conquistou um sucesso até então improvável dentro do mercado fonográfico brasileiro. Pabllo tornou-se um fenômeno cultural, o que ultrapassa – e muito – suas conquistas de mercado.

Hoje no Brasil praticamente todo mundo tem uma opinião formada sobre a cantora. Isso acabou dando mais visibilidade aos artistas LGBTQI+, da qual Pabllo se orgulha em representar.

Não Para Não teve já um single lançado, “Problema Seu”, que ultrapassou a marca de 40 milhões de execuções no streaming. O disco completo pode ser ouvido em todas as plataformas digitais, além do YouTube.

Sem mais artigos