Saíram nesta terça (23) os indicados ao Oscar 2018. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas fez o anúncio direto de Los Angeles e deu a entender que as mudanças implementadas nos últimos anos vem dando certo. É um Oscar bastante diversificado e, por isso, mais divertido de assistir.

O evento acontece no dia 4 de março e terá apresentação de Jimmy Kimmel. No Brasil o evento é transmitido pelo TNT e pela Globo (mas com cortes).

O longa A Forma da Água e Dunkirk são os campeões de indicações. O primeiro tem 13 indicações e o segundo, 8. Em seguida vêm Três Anúncios Para Um Crime, com 7 e Trama Fantasma e O Destino de Uma Nação, empatados com 6. Lady Bird – A Hora de Voar tem 5 indicações e Me Chame Pelo Seu Nome, 4.

Mas o Oscar lançou um olhar muito mais diversificado nessa temporada de premiações, o que acabou destoando um pouco de premiações que eram tidas como “prévias”. Um exemplo é o reconhecimento de longas como Mudbound, que conseguiu indicações de melhor roteiro e atriz para Mary J. Blige e Me Chame Pelo Seu Nome, que foi indicado a melhor filme, roteiro e ator.

A Forma da Água vem crescendo em popularidade na temporada de prêmios. (Divulgação).

A categoria de direção está bem interessante com uma indicação para Greta Gerwig por Lady Bird e Jordan Peele por Corra. Vale lembrar que apenas cinco mulheres foram indicadas a essa categoria em toda a história, e apenas uma ganhou (Kathryn Bigelow por Guerra ao Terror, em 2009). Diretores negros sempre foram preteridos – são apenas cinco indicações incluindo essa de Peele, sem nenhuma vitória até hoje.

A categoria de melhor fotografia é histórica este ano. É a primeira vez que uma mulher é indicada, Rachel Morrison, por seu trabalho em Mudbound.

Na categoria de melhor filme temos um brasileiro na disputa, Rodrigo Teixeira, que concorre por seu trabalho em Me Chame Pelo Seu Nome. Ainda que as chances sejam pequenas este é um feito inédito para um produtor brasileiro em toda a história.

O Oscar também reconheceu A Trama Fantasma, filme de Paul Thomas Anderson que vem sendo esnobado em grandes premiações como o BAFTA, Globo de Ouro e outros.

Greta Gerwig dirigindo Lady Bird: poucas mulheres foram reconhecidas pelo Oscar. (Divulgação)

A Academia enviou vários convites para novos membros. Os novos nomes são, em sua maioria, profissionais estrangeiros, de perfil étnico, racial e geracional bastante diversificado. Nomes como a diretora brasileira Anna Muylaert fazem parte da lista. Essa nova composição, iniciada há dois anos, pode ter repercutido nos indicados.

Mas há algumas faltas nas indicações este ano: o trabalho de Dee Rees, diretora negra responsável por Mudbound, não foi lembrado na categoria de direção. O mesmo vale para Mulher-Maravilha, blockbuster zeitgeist de nosso tempo, que foi uma das maiores bilheterias do ano passado. Há muito o que mudar, mas a premiação aponta para um futuro mais interessante e menos previsível.

Veja a lista completa:

Melhor filme
Me Chame Pelo Seu Nome
O Destino de Uma Nação
Dunkirk
Corra!
Lady Bird: A Hora de Voar
Trama Fantasma
The Post: A Guerra Secreta
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor direção
Christopher Nolan – Dunkirk
Jordan Peele – Corra!
Greta Gerwig – Lady Bird: A Hora de Voar
Paul Thomas Anderson – Trama Fantasma
Guillermo del Toro – A Forma da Água

Melhor ator
Timothée Chalamet – Me Chame Pelo Seu Nome
Daniel Day-Lewis – Trama Fantasma
Daniel Kaluuya – Corra!
Gary Oldman – O Destino de Uma Nação
Denzel Washington – Roman J. Israel, Esq.

Melhor atriz
Sally Hawkins – A Forma da Água
Frances McDormand – Três Anúncios Para um Crime
Margot Robbie – Eu, Tonya
Saoirse Ronan – Lady Bird: A Hora de Voar
Meryl Streep – The Post: A Guerra Secreta

Melhor ator coadjuvante
Willem Dafoe – Projeto Flórida
Woody Harrelson – Três Anúncios Para um Crime
Richard Jenkins – A Forma da Água
Christopher Plummer – Todo o Dinheiro do Mundo
Sam Rockell – Três Anúncios Para um Crime

Melhor atriz coadjuvante
Mary J. Blige – Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi
Allison Janney – Eu, Tonya
Lesley Manville – Trama Fantasma
Laurie Metcalf – Lady Bird: A Hora de Voar
Octavia Spencer – A Forma da Água

Melhor filme estrangeiro
Uma Mulher Fantástica (Chile)
O Insulto (Líbano)
Sem Amor (Rússia)
Corpo e Alma (Hungria)
The Square: A Arte da Discórdia (Suécia)

Melhor animação
O Poderoso Chefinho
The Breadwinner
Viva – A Vida é Uma Festa
O Touro Ferdinando
Com Amor, Van Gogh

Melhor roteiro adaptado
Me Chame Pelo Seu Nome
O Artista do Desastre
Logan
A Grande Jogada
Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi

Melhor roteiro original
Doentes de Amor
Corra!
Lady Bird: A Hora de Voar
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor trilha sonora
Dunkirk
Trama Fantasma
A Forma da Água
Star Wars: Os Últimos Jedi
Três Anúncios Para um Crime

Melhor canção original
“Mighty River” – Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi
“Mystery of Love” – Me Chame Pelo Seu Nome
“Remember Me” – Viva – A Vida é Uma Festa
“Stand Up for Something” – Marshall
“This is Me” – O Rei do Show

Melhor direção de arte
A Bela e a Fera
Blade Runner 2049
O Destino de Uma Nação
Dunkirk
A Forma da Água

Melhor montagem
Em Ritmo de Fuga
Dunkirk
Eu, Tonya
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor fotografia
Blade Runner 2049
O Destino de Uma Nação
Dunkirk
Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi
A Forma da Água

Melhor figurino
A Bela e a Fera
O Destino de uma Nação
Trama Fantasma
A Forma da Água
Victoria e Abdul – O Confidente da Rainha

Melhor curta-metragem
DeKalb Elementary
The Eleven O’Clock
My Nephew Emmett
The Silent Child
Watu Wote/All of Us

Melhor maquiagem e cabelo
O Destino de uma Nação
Victoria e Abdul – O Confidente da Rainha
Extraordinário

Melhor edição de som
Em Ritmo de Fuga
Blade Runner 2049
Dunkirk
A Forma da Água
Star Wars: Os Últimos Jedi

Melhor mixagem de som
Em Ritmo de Fuga
Blade Runner 2049
Dunkirk
A Forma da Água
Star Wars: Os Últimos Jedi

Melhores efeitos visuais
Blade Runner 2049
Guardiões das Galáxia vol. 2
Kong: A Ilha da Caveira
Star Wars: Os Últimos Jedi
Planeta dos Macacos: A Guerra

Melhor curta-metragem de animação
Dear Basketball
Garden Party
Lou
Negative Space
Revolting Rhymes

Melhor documentário em longa-metragem
Abacus: Small Enough to Jail
Faces Places
Ícaro
Last Men in Aleppo
Strong Island

Melhor documentário em curta-metragem
Edith+Eddie
Heaven is a Traffic Jam on 405
Heroin(e)
Knife Skills
Traffic Stop

Sem mais artigos