O Oscar, que completa 80 anos, caminha para novas propostas e caminhos atípicos em comparação com seu histórico recente. Nitidamente, os filmes este ano foram pautados por uma temática mais “séria”, em contraponto ao elogio das produções românticas e/ou histórica de anos anteriores. Até mesmo Crash, que venceu melhor filme em 2006 chega próximo da profundidade dos temas deste ano.

O principal embate se dá entre dois filmes cuja trama evidencia uma decadência de valores tipicamente americanos e que tem na violência sua principal veia narrativa. Sangue Negro, de Paul Thomas Anderson e Onde Os Fracos Não Tem Vez, dos Irmãos Coen, tem cada um, oito indicações, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor. E então, temos outra característica para a premiação deste ano: o foco nos diretores.

Não que a Academia tenha aberto os olhos para a autoralidade em detrimento do conjunto cinematográfico, mas muitos críticos acreditam que o Oscar tenta ser mais “adulto” e “sério” quando analisado os indicados este ano. As surpresas ficaram por conta de Juno, um filme sobre juventude, estrelado por Ellen Page e Desejo e Reparação, que ainda remete a grandiosidade.

O GRITO! elaborou um especial do Oscar 2008. Você irá conferir críticas dos principais filmes indicados, além da opinião de críticos e equipe da revista.

OSCAR 2008

ESCOLHA DA CRÍTICA
Jornalistas e críticos de todo o Brasil opinam sobre quem levará a estatueta para casa e quem deveria ganhá-la

oscar-filmes.JPGOnde Os Fracos Não Tem Vez
Indicado a oito Oscar, os irmãos Coen criaram um filme assustador, interpretado pelo assassino profissional de Javier Bardem

Sangue Negro
Thomas Anderson criou um épico perturbador para falar do nascimento do capitalismo. A trajetória de Daniel Plainview rendeu oito indicações

Elizabeth – A Era de Ouro
Cate Blachett indicada ao Oscar pelo mesmo papel de Elizabeth

Conduta de Risco
A vida de Michael Clayton, com 6 indicações, tem roteiro brilhante do estreante em direção Tony Gilroy

Persépolis
Indicada a Melhor Animação, filme conta a história real da iraniana Marjane Satrapi

Desejo e Reparação
Filme de Joe Wright fala de desejo e perda tendo como pano de fundo paisagens idílicas. Indicado a seis Oscar

O Escafandro e a Borboleta
Tragédia pessoal é o tema desse filme de aura cult no Oscar

O Gangster
Ridley Scott, preterido do Oscar, em clássico sobre máfia em Nova York

Juno
Filme indie, escrito pela roteirista hype Diablo Cody concorre em quatro categorias, incluindo a afiada Ellen Page como atriz

Ratatouille
Desenho do rato chef convenceu sobretudo pela trilha sonora

Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet
Johnny Depp em musical gótico foi indicado ao Oscar, assim como a belíssima direção de arte da Londres vitoriana

Sem mais artigos