“VOCÊ ME COMPLETA”
Batman só perdura porquê seus vilões justificam sua existência em uma cidade fantasiosa e uma vida repleta de traumas plenamente superáveis
Por Fernando de Albuqerque

Dizer que todo grande herói precisa de um grande vilão é, no mínimo, chover no molhado. Mas com Batman a coisa é bem diferente. Uma característica muito peculiar perpassa toda a malvadeza e vilania contida tanto nos quadrinhos quanto nas telonas: todos os vilões são excentricos, loucos e sexualmente insatisfeitos. Alguma semelhança dessas caracteristicas com as do homem morcego? Sim! Todas!

Batman apresenta uma personalidade ambígua e sem norte. Morando em um castelo lonjinquo vive das economias deixadas de herança pela tradicional família e amarga, todas as noites, ter presenciado o assinato de seus pais. Se ele tivesse recorrido a qualquer analista de beira de esquina, já teria resolvido metade dos seus problemas. O pior de tudo é que todas as aventuras do cavalheiro das trevas, pelo menos no cinema já que nos quadrinhos ele se tornou um super-herói de verdade, tem início com alguma desilusão amorosa. Sem falar no seu flerte com a Mulher-Gato e Hera Venenosa. E que, sempre, todos os vilões querem comer a paquerinha do Homem Morcego. Porque será?

Para situar um pouco o leitor nessa trajetória cinematográfica de Batman O Grito fez uma espécie de quem-é-quem dos vilões. Enjoy it!

Heath Ledger | Coringa (O Cavaleiro das Trevas, 2008)

CORINGA
Hoje, o Coringa é o inimigo mais mortal de Batman e certamente o mais enigmático. A versão mais aceita sobre sua trajetória coloca-o como um homem que era casado, feliz e que tinha seu trabalho de assistente de laboratório na indústria quimica ACE, em Gotham City. Esperando tornar-se comediante, ele deixou seu emprego, mas logrou uma mal sucedida carreira já que a platéia não via muita graça em suas apresentações. Sentindo-se fracassado e precisando sustentar sua esposa grávida, acabou se envolvendo com criminosos. Disfarçado com um capuz vermelho metálico, o desafortunado comediante deveria guiar seus comparsas através da química ACE até uma indústria vizinha, uma fabricante de cartas de baralho, onde o assalto seria cometido.

No dia combinado sua esposa foi eletrocutada num acidente doméstico. Desanimado, o futuro Coringa quis desistir, mas foi pressionado a manter sua palavra. Ele levou a gangue à qumímica ACE, mas o crime foi frustrado pelos guardas da segurança e pelo comissário Gordon. Na fuga, o ex-funcionário caiu num tanque de lixo químico e, quando foi removido seu capacete, descobriu-se que os produtos do tanque além de desbotar sua pele, deixando-a excessivamente branca, haviam tornado seus cabelos verdes e os lábios fortemente avermelhados. Jogado além do limite da sua sanidade, nascia aí o Palhaço do Crime.

Os quatro crimes mais nefandos que o Coringa já cometeu envolveram pessoas muito próximas ao cavaleiro das trevas: o comissário Gordon, a Bárbara Gordon (filha adotiva do comissário) e os assassinatos de Jason Tood (o segundo Robin) e Shara Essen-Gordon (esposa do comissário). O assassinato de Robin foi o mais violento de todos já que o Coringa o espancou até a morte de maneira desonesta e extremamente covarde.

Danny DeVito | Pigüim (Batman O Retorno, 1992)

PINGÜIM
Oswald Chesterfiel Cobblepot teve uma infância miserável. Ainda era jovem quando o pai morreu de broncopneumonia, e, como sua mãe atribuiu isso ao fato do marido ter saído na chuva sem proteção, ela insitiu para que o filho sempre carregasse um consigo. Sua aparência gorda e o guarda-chuvas fizerram de Cobblepot o principal alvo de gozações de outros garotos. Especialmente de um valentão chamado Cação que achando engraçado sua maneira oscilante de andar, apelidou-o de pingüim. Essas ações levaram o menino a ter ações retaliatórias que sempre foram vingadas pelos inimigos. A pior delas foi quando Cação matou todos os pássaros da loja de aves da mãe de Oswald. O fato deixou marcas indeléveis na mente do então adolescente.

Anos depois, com a ajuda de uma tia, Oswald foi para a faculdade se formou em Orintologia. A calmaria porém foi embora com a morte da mãe, quando o ódio e a raiva juvenis se manifestaram, e ele se tornou criminoso, assumindo o apelido de infância. O enorme ego exigiu que ele assumisse não apenas um, mas duas marcas registradas nos crimes que pratica: pássaros e guarda-chuvas. Ambos importantes instrumentos para o curso de sua carreira.

Michelle Pfeiffer | Mulher Gato (Batman O Retorno, 1992)

MULHER GATO
Órfã desde menina, graças a uma mãe suicida de um pai alcóolatra, Selina Kyle passou algum tempo no orfanato feminino até fugir da abusiva diretora para viver nas ruas de Gothan City. Jurando nunca mais passar fome ou necessidade, Kyle usou suas habilidades acrobáticas para tornar-se a mais completa ladra que a cidade já conheceu.

Sem paradeiro certo ela mantém uma vida confotável graças a seus assaltos, mas não é nem um pouco altruísta, embora tenha lutado ao lado do bem algumas vezes. Mas isso devido a suas próprias razões a fim de atender seus próprios caprichos, ou encher sua bolsa niquelada. A Mulher-Gato mantém um tipo diferente de relacionamento com o Homem Morcego que se sente muito atraído por ela. Mesmo com a tensão sexual mútua a lei acaba ficando entre os dois.

Arnold Schwarzenegger | Sr. Frio (Batman & Robin, 1997)

SR. FRIO
Enquanto pesquisava a cura de sua esposa, que padece de um mal desconhecido,o cientista Victor Fries foi vítima de um acidente criogênico. Como Mr.Freeze, ele incapaz de viver em temperaturas acima de zero e passou a usar um traje especial e armas congelantes ,iniciando uma carreira criminosa na tentativa de curar o único amor de sua vida. No Brasil, o nome de Mr. Freeze é traduzido de várias formas. Já foi chamado de nomes como; Sr. Frio (a tradução exata), Sr. Gelo (mais comum) , Chefe Gelo, Sr. Gelado, Sr. Congelante e Geleira.

Uma Thurman | Hera Venenosa (Batman & Robin, 1997)

HERA VENENOSA
Dr. Pamela Lillian Isley apresenta uma certa tonalidade verde, usa o nome de uma planta que provoca alergia e comichão e continua a ser um dos “sex symbols” do universo Batman. Os homens caem a seus pés, e o próprio Batman já provou do seu veneno quando lhe tocou nos lábios. Hera Venenosa, diferente dos outros vilões que procuram pessoas relacionadas ao Batman, tem sede por atacar diretamente o homem morcego, já que um dos seus principais talentos é manipular homens para fazerem o trabalho sujo por ela. Não se tem conhecimento total sobre a sua sexualidade, mas ela já afirmou que nenhum homem e mulher conseguem resistir-lhe, também já referiu mais do que uma vez que é apaixonada pelo Batman.

Cillian Murphy | Espantalho (Batman Begins, 2005)

ESPANTALHO
Jonathan Crane sempre foi rejeitado pela sociedade por causa da aparência magra e desleixada, o que lhe valeu o apelido de Espantalho já na adolescência. Isolado do mundo, dedicou-se aos estudos e formou-se em Psicologia. Passou então a desenvolver estudos sobre fobias, até virar professor universitário. A fim de demonstrar aos alunos como age o medo no cerébro humano, Crane muitas vezes os expunha a situações perigosas e por isso foi despedido do cargo. Em busca de vingança, o obcecado professor passou a se vestir como um espantalho e, empregando um gás do medo que ele mesmo criou, tornou-se o criminoso que conhecemos hoje. O primeiro crime cometido por Crane foi aos 18 anos, ainda no colegial. Isso denota mais um traço de sua personalidade dúbia e extremamente violenta.

Ken Watanabe | Ra's Al Ghul (Batman Begins, 1995))

RA´S AL GHUL
Ra´s al Ghul é o inimigo mais poderoso de Batman em termos mentais. Ele tem grandes ideais e valores, mas os seus métodos são os mais cruéis de todos já que acredita que os meios justificam os fins, e se para tornar o mundo um lugar melhor tiver de matar grande parte da população, então que seja.

Normalmente os vilões de Batman ameaçam Gotham City, Ra´s al Ghul é dos únicos que muitas vezes ameaça o mundo. Ra´s tem vivido durante séculos, graças aos banhos que toma no seu “lazarus pit”, que possui poderes curativos capazes de rejuvenescer e curar de feridas mortais qualquer Homem. A contrapartida é que muitos acreditam, que a utilização do “lazarus pit” provoca loucura, e Ra´s têm-no usado há já muitos anos.

Apesar das divergências, ele nutre grande respeito e admiração pelo cavaleiro das trevas, considerando-o o único digno de casar com a sua filha Talia al Ghul, de quem Batman já teve um filho (mas esta estória acabou por ser interrompida e nunca mais se fez referência à existência desta criança).


Aaron Eckhart | Harvey Dent / Duas Caras (The Dark Knight, 2008)

DUAS CARAS
Promotor público bem-sucedido de Gothan City, Harvey Dent foi apelidade pela imprensa local de Apolo. Tudo devido a sua boa aparência e ao estilo garboso de seu comportamento. Obcecado em fazer jusiça, ele chegou a firmar um acordo com Batman para juntar evidências e condenar com mais eficiência os criminosos de Gothan. A princípio o plano deu certo, mas a obsessão de Dent fez com que o homem morcego se afastasse dele. No julgamento de Gângster poderoso, o Chefe Maroni, Harvey foi atacado pelo réu, que jogou ácido em sua face. Deformando por completo o lado esquerdo.

A dor e o moedo da solidão ao perder o amor da esposa enlouqueceram Dent. Insano, ele passou a usar um dólar de prata com duas caras (uma delas riscara) para tomar decisões sobre seus atos e destino de suas vítimas. Sua primeira atrocidade foi assassinar um assistente de promotoria que havia sido subornado por Maroni.

Depois do acidente, Harvey adquiriu uma estranha fixação plo número dois e pela dualidade de modogeral. Por isso é que baseia seus crimes nesses temas. Após ínumeros confrontos com Batman, Dent foi preso, internado e passou por uma cirurgia plástica que restaurou totalmente seu rosto. Com a mente afetada demais, ele mesmo desfigurou-se novamente e voltou a ser Duas-Caras. Assumindo de vez a vida criminosa.

Jim Carrey | Charada (Batman Forever, 1995)

CHARADA
Eddie Nashton era um menino, quando um de seus professores fez uma competição para ver qual dos estudantes poderia montar mais rápido um determinado quebra-cabeças. Naquela noite, Eddie fotografou secretamente o quebra-cabeça que havia encontrado secretamente na escrivaninha do professor.

No dia seguinte o garto venceu o concurso facilmente e anos depois, já adulto, Nashton alimentou o seu amor por enigmans dirigindo um stand de quebra-cabeças desonesto num parque de diversões. Desejando ganhar ainda mais dinheiro, decidiu tornar-se ladrão em grande escala e competir suas habilidade com a polícia e Batman. Mudando seu nome para Edward Nigma – E. Nigma -, Nashton vestiu uma fantasia e tornou-se de vez o Charada, um fora-da-lei astuto que sempre deixa pistas de seus futuros crimes na forma de quebra-cabeças.
O próprio Batman descobriu que, ao longo dos anos, o vilão desenvolveu um reflexo condicionado que torna impossível que ele faça um movimento importante em sua vida sem antes enviar uma pista para o homem-morcego e a polícia. Numa necessidade compulsiva de fazer enigmas é o que o impede de se tornar um grande adversário para Batman que o relega a posição de “criminoso de segunda classe”.

Sem mais artigos