OS 300 DE ESPARTA
Devir
[80 págs, R$ 46,50]

Quando tive em mãos a mini-série Os 300 de Esparta lançado pela Abril em 1999, em 5 edições, fiquei vislumbrado. Aquilo era uma percepção totalmente divergente do que se concebia entender como revista de quadrinhos. Esta superioridade estava no ágil roteiro, no realismo, nas cores e na narrativa fantástica de Frank Miller. A história contava a terrível investida persa sobre as cidades gregas, onde Leônidas e seus 300 soldados da guarda especial terão que defender todo o povo contra os terríveis persas, liderados por Xerxes. Acredito que todos já devam estar carecas de sabe que em breve, dia 30 de março, a adaptação de 300 chega aos cinemas, e aproveitando a deixa, a Devir coloca nas livrarias e comic shops, a versão definitiva de 300. Quando concebeu o projeto, Frank Miller planejava que 300 fosse horizontal para dar mais destaques aos planos abertos e às cores, feitas por sua mulher Lynn Varley. E é desse jeito que a edição chega ao mercado brasileiro. Eu já tinha tido a oportunidade de ler a versão americana, mas a edição da Panini está perfeita. Um luxo. [Paulo Floro]

NOTA: 9,0

Sem mais artigos