Série mostra segredos e intrigas dos maiores líderes da Marvel

OS NOVOS VINGADORES – ILLUMINATI
Brian Michael Bendis e Brian Reed (texto) e Jim Cheung (arte)
[Publicado na revista Os Novos Vingadores, Panini, 100 págs, R$ 6,90]
Tradução: Jotapê Martins

Apresentar os heróis Marvel sob outra perspectiva já não é novidade para ninguém. Sagas como Guerra Civil remodelaram diversos conceitos sobre os personagens e elevaram as histórias seguintes para outro patamar, mais realista e com pouca (ou nenhuma) idealização heróica. A série mais emblemática deste novo momento do universo marvel é Novos Vingadores – Illuminati, minissérie em seis partes escrita por um dos idealizadores da reformulação que a editora sofreu Brian Michael Bendis, e publicada por aqui na revista de linha dos Novos Vingadores.

A idéia surgiu ano passado como um prólogo da Guerra Civil, saga onde os heróis se enfrentaram por causa da Lei de Registro de Super Humanos. A HQ mostrava um organização secreta formada pelos maiores líderes do universo Marvel: Homem de Ferro, Doutor Estranho, Sr. Fantástico, Professor Xavier, Namor, Raio Negro e Pantera Negra, que abandona o grupo mais tarde. Eles se reuniram após a Guerra Kree-Skrull, publicada em 1971 e, desde então mantém reuniões para definir assuntos pertinentes do universo.

Longe de atuarem como guardiões ou mantenedores da ordem, o Illuminati agem de acordo com interesses próprios e durante décadas adquiriram conhecimento e poder. Em algumas edições descobrimos que muitos problemas que vieram a aparecer foram causados por ações secretas do grupo. Os roteiristas Bendis e Reed deixam a entender que até mesmo a nova mega-saga da Marvel Invasão Secreta foi causada pelo Illuminati. Só mesmo Brian, um dos maiores pesquisadores da história da editora para criar um obra que aborda tantas referências e citações a fatos e personagens.

Além de ser uma agradável leitura para leitores “velha-guarda”, a minissérie mostra que pós-Guerra Civil, a Marvel tem muito a explorar de seu próprio universo, sem apelar para artifícios clichês como volta da morte e recauchutagem de vilões. O roteiro recoloca a importância dos principais líderes do universo, sobretudo Homem de Ferro, num contexto muito maior. Escondida dentro da revista dos Vingadores, a série ainda tem muito para apresentar, e assim, como os Illuminati, sua importância nas obras da Marvel só se revelará anos mais tarde.

NOTA: 8,0

Sem mais artigos