A grande estreia do Madrid acontece no Coquetel (Foto: Divulgação)

Começa nesta sexta (21), a nona edição do No Ar Coquetel Molotov, no Recife. O festival, que começou trazendo bandas intercambistas suecas como headliners, agora se baseia na força da música pop brasileira como destaque da programação. É pensando nisso que a curadoria aposta as fichas no show de Moraes Moreira, que encerra o evento tocando na íntegra o disco Acabou Chorare, dos Novos Baianos, no sábado. No primeiro dia, Siba, que vem colhendo muitos elogios de seu álbum Avante, é quem encerra a noite.

Leia Mais: No Ar 2012
Entrevista com Madrid, que estreia disco no Coquetel
Entrevista Vitor Araújo: “raivoso” e “melancólico”
Crítica: Avante, de Siba, para o ano começar bem
Crítica: O pop de Lucas Santtana
Crítica: O novo olhar do interior, com Os Sertões
As oficinas e debates este ano do Coquetel
Mostra Play The Movie encerra com Eddie e samba
Veja a programação completa do festival este ano

O festival ainda traz surpresas, como Rain Machine, projeto solo de Kyp Malone, do TV On The Radio. Ainda pouco conhecido por aqui, o músico aprofunda ainda mais as experimentações de jazz e música eletrônica. Neste primeiro dia, mais novidades. A banda pernambucana Os Sertões faz sua estreia em um grande palco trazendo uma sonoridade que quer quebrar com os clichês sobre o sertanejo. Formado por Clayton Barros, ex-Cordel do Fogo Encantado, a banda tem uma proposta cosmopolita, misturando diversos ritmos, mas sem perder a referência do Interior do Estado.

Já o baiano Lucas Santtana chega após um elogiado disco, O Deus Que Devasta Mas Também Cura. Na Sala Cine UFPE, com shows gratuitos, a programação tem início às 17h, com a pernambucana First Corinthians, seguida de Calanga (MG). A noite segue com o rock do Garotas Suecas, de São Paulo, que chega à cidade após um conturbado episódio no festival Gambiarra Pop. Os suecos do Mary Onettes encerram o palco.

Sábado de estreias
O sábado, além de Moraes Moreira, mantém a expectativa em alta por causa da chegada de dois trabalhos novos de nomes importantes da cena pop atual. Começa com Vitor Araújo, pianista pernambucano, lançado seu A/B no palco do Teatro da UFPE. Depois de um disco ao vivo, ele estreia seu primeiro trabalho autoral no Coquetel.

Depois, é a vez de Thiago Pethit, que chega com seu elogiado trabalho Estrela Decadente. Ecoando David Bowie e performances teatrais, Pethit retorna renovado ao palco do festival – ele fez uma apresentação tímida em 2008. No campo das novidades, a dupla Madrid faz sua estreia em um festival de grande porte, no Recife. Formado por Adriano Cintra (ex-CSS) e Marina Velloso (ex-Bonde do Rolê), a dupla abraça uma sonoridade mais calma em contraponto com seus antigos grupos.

O dia ainda tem os americanos Blonde Redhead, cujo álbum 23 ainda repercute como um dos melhores do indie nos anos 2000. O dia finaliza com um clássico tocado na íntegra, Acabou Chorare.

Vitor Araújo lança trabalho autoral (Foto: Tiago Calazans/Divulgação)

Ingressos
Ainda há ingressos à venda, na Farm (do Shopping Recife), Delta Expresso (Recife Antigo) e Café Castigliani (Derby). Custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Os shows começam na Sala Cine UFPE às 17h e no Teatro da UFPE, às 21h, ambos na Cidade Universitária.

Kyp Malone e seu Rain Machine (Foto: Divulgação)

Sem mais artigos