Fujiya & Miyagi (Foto: Divulgação)

“APRENDA COM ELES TIM FESTIVAL”
Motomix se consolida como principal Festival de música do país e deixa uma miríade de fórmulas bem sucedidas para serem seguidas por outros eventos do gênero
Por Mariana Mandelli

No Parque Ibirapuera era uma típica tarde de inverno comtempo agradável e um palco com The Go Team! e Metric. Responsável por trazer nomes como Franz Ferdinand, Art Brut, Radio 4 (isso em 2006), Mark Ronson e Eagles of Death Metal (ambos em 2007) ao Brasil, a organização do Motomix 2008 optou por realizar o festival em um único dia, sem cobrar ingressos e usar como palco um dos lugares mais agradáveis da capital paulista.

A festa da música alternativa e do electro-rock teve início às 15h no último sábado do mês, com uma trinca de atrações brasileiras. Stop Play Moon, Venus Volts e Nancy tocaram no mesmo espaço que, por volta das cinco da tarde, recebeu a primeira atração internacional do dia: Fujiya & Miyagi. Trio inglês de nome estranho que faz um mix pop de krautrock e batidas eletrônicas.

Logo depois, quando a noite já havia chegado e o friozinho junino aumentou, foi a vez do frenesi multicolorido do The Go! Team, que aqueceu e empolgou o público – a essa altura já havia mais de 4 mil pessoas espalhadas entre as árvores e as instalações do festival. Pulando sem parar e com performances e danças bizarras, o visual da banda era uma atração à parte: Ninja (vocal e rapper ensandecida no palco), Jamie Bell (baixo), Sam Dook (guitarra, banjo e bateria), Ian Parton (guitarra, escaleta), Chi Fukami Taylor (vocal e bateria – a banda usa duas no palco) e Kaori Tsuchida (vocal, guitarra, teclados e xilofone) usavam roupas estranhas e cores berrantes que se assemelhavam a personagens de desenho animado. O sexteto abriu com “The Power is On”, do debut Thunder, Lightning, Strike (2004). Do mesmo disco, ainda mandaram “Bottle Rocket”, “Bottle Rocket” e “Junior Kickstart”, entre outras.


Nancy (Foto: Divulgação)

Na verdade, foi o repertório de Proof of Youth, lançado no ano passado, que fez o show da banda. Anunciando cada como “música nova”, em um português estranhamente engraçado, Ninja soltou “Doing It Right”, “Titanic Vandalism” e “Keys To The City”, em meio a constantes pedidos para o público pular, dançar e cantar junto. Misturando cores, sexos e etnias, o The Go! Team – que, na verdade, é inglês de Brighton – mostrou sua fórmula louca de post-rock, hip-hop, funk, black music, rock e tudo mais que você imaginar em um show memorável e simpático.

O público, calibrado com a apresentação dos ingleses, recebeu então a última atração – e, supostamente, a principal – do evento. Um pouco antes das oito da noite, Emily Haines(vocal), James Shaw (guitarra), Joules Scott-Key (bateria) e Josh Winstead (baixo) subiram ao palco. Fazendo um som que mistura indie rock, new wave e sinth-pop, o Metric fez um show mais introspectivo e etéreo. Tímida, Haines, usando um vestido curtíssimo e colado no corpo, foi ganhando o público aos poucos, com comentários e dancinhas estranhas – inclusive uma em que imitava robôs. Dava para ouvir alguns fãs cantando alto faixas como “Dead Disco” e “Empty”.

Com três discos lançados – Grow Up and Blow Away (gravado em 1999 e lançado em 2007), Old World Underground, Where Are You Now? (2003) e Live It Out (2005) – a banda incluiu em seu set list faixas como “The List”, “Poster Of A Girl”, “Satellite Mind” e “Handshakes”, além de “Hustle Rose” e “Rock Me Now”. Depois do bis, que teve “Stadium Love”, “Monster Hospital” e “Live It Out”, o Metric se despediu do público faltando dez minutos para as nove da noite – a previsão de término do festival era às 21h. A multidão começou a se dispersar e o Ibirapuera voltou a ser apenas o parque preferido dos paulistanos.


The Go! Team (Foto: Divulgação)

Gratuito, muito bem estruturado e com atrações de alto nível, o Motomix se consolidou como um dos melhores eventos de música da cidade neste ano. Não é necessário chegar ao fim de 2008 para saber que a organização, a pontualidade e o “preço” serão grandes obstáculos a serem superados pelos outros festivais programados para o segundo semestre. Aprenda com eles Tim Festival!

Galeria Motomix 2008 (Fotos: Motomix/ Divulgação)

Fujyia & Miyagi

Nancy

Stop Play Motion

The Go! Team

Venus Volts

Sem mais artigos