HQ é uma das obras mais importantes sobre a destruição de Hiroshima (Divulgação)

Morreu nesta terça (25), o quadrinhista japonês Keiji Nakazawa, autor do clássico mangá Gen – Pés Descalços, que conta a história do bombardeio atômico em Hiroshima, em 1945, sob a ótica de uma criança. Ele tinha 73 anos e estava sofrendo de câncer de pulmão, segundo fontes ouvidas pela EFE.

Leia Mais: Nakazawa
Crítica de Gen – Pés Descalços: “Relembrando o Horror”

Nakazawa escreveu e desenhou Gen baseado em suas próprias experiências durante o lançamento da bomba atômica, quando tinha apenas 6 anos. Ele saiu imune graças a um muro que o livrou do impacto. Na explosão, ele perdeu o pai, a irmão e o irmão. Sua mãe, que também sobreviveu, deu à luz uma criança, que também acabou morrendo.

Nakazawa detalhou em livros o horror da explosão (Divulgação)

Nakazawa detalhou em livros o horror da explosão (Divulgação)

Todos esses fatos são narrados no livro de maneira bem contundente. Voltado para crianças, Gen é considerado uma das maiores obras sobre um dos episódios mais tristes da Segunda Guerra Mundial. Com tom autobiográfico, a obra também é antibelicista e faz diversas críticas às decisões políticas do Japão no período, como a militarização.

A HQ começou a ser publicada em 1973, no Japão e foi traduzida para mais de dez idiomas. Vendeu mais de 10 milhões de cópias, segundo a editora Choubunsha, citado pela EFE.

No Brasil, a HQ saiu em quatro volumes pela Conrad, entre 2000 e 2001. Desde o ano passado, a editora relança a obra sem cortes, na leitura original japonesa (da direita para esquerda) e em dez edições encadernadas.

Nakazawa aposentou-se em 2009, e em 2010, foi diagnosticado com câncer de pulmão. (Via EFE)

Sem mais artigos