Morreu no Rio de Janeiro, o escritor, desenhista e jornalista Millôr Fernandes, aos 88 anos. Ele estava em sua casa, no Rio, às 21h da terça-feira quando faleceu, de falência múltipla dos órgãoes. As informações são do UOL.

Segundo a família do autor, ele teve uma parada cardíaca nesta terça, seguida da falência dos órgãos. Ele chegou a ser internado duas vezes na Casa de Saúde São José, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele deixa dois filhos, Ivan e Paula e um neto, Gabriel. Era casado com Wanda Rubino Fernandes.

Millôr começou a colaborar com a revista O Cruzeiro precocemente, aos 14 anos. Foi um dos fundadores do jornal “O Pasquim”. Ficou mais conhecido pelos cartuns que publicou em livros e jornais. Ele ainda era dramaturgo, poeta, jornalista e tradutor.

Sem mais artigos