Foto: Wikicommons

Morreu na madrugada desta terça (quarta no Brasil), o escritor norte-americano Gore Vidal. Ele estava em sua casa, Hollywood Hills, em Los Angeles. Tinha 86 anos.

Vidal foi um dos maiores escritores norte-americanos do século passado, autor de livros como Messias, À Procura de Um Rei e Williwaw. Bastante ativo politicamente, ele foi importante na defesa das minorias e tinha um discurso forte contra o “imperialismo dos EUA”, nas suas palavras.

Foi presidente do People’s Party, nos anos 1970 e quase tornou-se senador em 1982. Foi um dos principais opositores de George W. Bush, a quem desferia críticas bem rudes. Vidal, gay assumido, foi uma das vozes mais importantes no cenário LGBT dos EUA. Ele aparece no documentário sobre gays em Hollywood, The Celluloid Closet.

Vidal escreveu diversas peças e roteiros para cinema, mas via a si próprio como um homem de letras. Em 1995, ele escreveu uma livro de memórias, Palimpsest.

Sem mais artigos