Polêmico filme de James Franco faz sua estreia no Brasil (Divulgação)

Polêmico filme de faz sua estreia no Brasil (Divulgação)

O Mix Brasil chega aos 21 anos com a maior edição de sua história. O evento promove a diversidade sexual com a maior mostra cinematográfica do gênero no País, além de atrações musicais, teatro e dança. Este ano serão 140 filmes de países como, Polônia, Cuba, Dinamarca, Palestina, Coréia do Sul e Camboja.

O acontece em São Paulo entre os dias 7 a 17 de novembro e no Rio de Janeiro de 14 a 21 de novembro. Veja aqui detalhes sobre ingressos.

Leia Mais
Curta sobre travesti recifense Eternamente Elza será exibido no Mix Brasil

O polêmico e inédito no Brasil ., dirigido por James Franco, em parceria com Travis Mathews, abrirá o Mix Brasil em São Paulo e no Rio de Janeiro. O longa é uma releitura de Parceiros da Noite (Cruising) filme de 1980 estrelado por Al Pacino do qual supostamente cortados 40 minutos de sadomasoquismo entre homens para que não fosse classificado como pornográfico. Protagonizado pelo ator Val Lauren, “Interior. Leather Bar.” é uma mistura de documentário e ficção com cenas de sexo gay reais.

Mathews, inclusive é um dos homenageados da mostra este ano e ganhará uma seleção especial de filmes como I Want Your Love e a série In Their Room. Além dos filmes em competição a edição este ano traz programação especial para comemorar o ano Alemanha + Brasil e um programa de curtas destinado ao público infantil.

Ousado e sem pudor para mostrar amor entre homens (Foto: Divulgação)

Ousado e sem pudor para mostrar amor entre homens (Foto: Divulgação)

Longas vão de Divine à Fininha
Entre os filmes de destaque este ano dois deles foram exibidos no último Janela Internacional de Cinema: , de Hilton Lacerda e Um Estranho no Lago, de Alain Guiraudie. Este último venceu o Queer Palm, no festival de Cannes este ano e foi bastante aplaudido no .

Tatuagem mostra a relação de um ator de teatro interpretado por Irandhir Santos e um jovem soldado chamado Fininha. O longa venceu como melhor filme do Festival de Gramado e é um dos mais ousados da cinematografia recente do Brasil a mostrar cena de sexo entre homens.

Entre os filmes Internacionais os destaques são I am Divine de Jefrey Schwar, sobre a famosa drag queen musa de John Waters; Noites Brancas de Hee-il Leesong, La Partida de Antonio Hens, o argentino A Paixão de Verónica Videla de Cristian Pellegrin, Além da Fronteira de Michael Mayer. Entre os nacionais estão Simone de Juan Zapata e os documentários Dizer e Não Pedir Segredo de Evaldo Mocarzel e Sobre Sete ondas verdes espumantes, de Bruno Polidoro e Cacá Nazario.

Sem mais artigos