De Solange a Mallu Magalhães, passando por novidades de Björk e M.I.A. e até dança contemporânea, os clipes em 2012 trouxeram boas ideias

Por Eduardo Dias e Paulo Floro

30
CÍCERO – “Açúcar Ou Adoçante”
[Dir.: MASSA Produtora]

A técnica encontrou a sensibilidade de uma maneira simples e divertida.

29
NO DOUBT – “Looking Hot”
[Dir.: Melina Matsoukas]

Não à toa, o melhor clipe do No Doubt foi alvo de polêmica e pedido de desculpas da banda por mexer com as tribos indígenas americanas.

28
DIE ANTWOORD – “Fatty Boom Boom”
[Dir.: Ninja, Terence Neale e Saki Fokken Bergh]

O clipe provocou a Lady GaGa e se espalhou como pólvora para muito longe da África do Sul.

27
DIPLO FEAT. LAZERDISK PARTY SEX – “Set It Off”
[Dir.: Ryan Staake]

O maior pole dance do mundo.

26
MALLU MAGALHÃES – “Velha e Louca”
[Dir.: Paulo Gandra]

Finalmente, ela cresceu e virou mulher.

25
CLOUD NOTHINGS – “No Future/No Past”
[Dir.: John Ryan Manning]

O clipe mostra que uma boa ideia muitas vezes faz toda a diferença.

24
EMICIDA – “Zica Vai Lá”
[Dir.: Fred Ouro Preto]

Grandes participações especiais e um roteiro mais especial ainda.

23
PERFUME GENIUS – “Hood”
[Dir: Winston H. Case]

O clipe brinca com a delicadeza versus masculinidade e ainda traz o astro pornô Arpad Miklos.

22
IMAGINE DRAGONS – “Radioactive”
Dir: James Larese

No final do ano, Radioactive ganhou uma posição pelo absurdo e engraçadíssimo roteiro.

21
EXPLOSIONS IN THE SKY – “Postcard From 1952”
[Dir.: Peter Simonite e Annie Gunn

Crianças fazem a alegria deste clipe incrivelmente emotivo e com ótima fotografia.

20
ELLIE GOULDING – “Figure 8”

“Figure 8” é o clipe multisensorial de 2012 aliado a uma experiência visual transformadora.

19
DAVID BYRNE feat. ST VINCENT – “Who”
Dir: Martin de Thurah

Ele fundou o Talking Heads, tem o cabelo branco e tá fazendo dancinhas esquisitas e imperdíveis nesse clipe.

18
DANNY BROWN – “Grown Up”

[Dir.: Greg Brunkalla]

O humor é o mote maior desse clipe que usa uma criança para mostrar o crescimento do autor, Danny Brown. Ganhou pelo carisma.

17
THE VACCINES – “Teenage Icon”
[Dir.: Jesse John Jenkins]

O melhor palco deve ser esse elevador.

16
ALICIA KEYS – “Girl On Fire”
[Dir.: Sophie Muller]

Girl power na versão adulta e atualizada para 2012.

15
AZEALIA BANKS – “Liquorice”
[Dir.: Rankin]

Azealia sensualizou e tirou onda com ícones da cultura norte-americana, da bandeira, ao hot dog, passando pelo faroeste.

14
SIGUR RÓS – “Dauðalogn”
[Dir.: Ruslan Fedotow]

Das dezenas de clipes que o Sigur Rós lançou este ano, este sobre a relação de dois homens em uma floresta é de longe o mais tocante.

13
GRIZZLY BEAR – “Yet Again”

[Dir.: Emily Kai Bock]

Um roteiro que mistura suspense e mistério a uma patinadora merece esse destaque.

12
BEACH HOUSE – “Wild”
[Dir.: Jonah Reneck]

As agruras de um casal em uma narrativa bem hardcore que casa com a proposta da faixa do Beach House.

11
M83 – “Reunion”
[Dir.: Fleur & Manu]

As crianças from Hell de 2011 voltaram.

10
GRIMES – “Oblivion”
[Dir.: Emily Kai Bock]

Grimes foi icônica em seu clipe “Oblivion”, em uma sequência de imagens sobre esportes e cultura ianque que tornou o vídeo tão memorável quanto a música.

09
FRANK OCEAN – “Pyramids”

Dir.: NABIL

O clipe, como a música, fala da prostituição para tratar da metáfora do amor comprado.

08
CÉU – “Retrovisor”
Dir.: Renan Costa Lima e Ivo Lopes

Itamaracá malemolente e o melhor refrão nacional desse ano.

07
THIAGO PETHIT – “Pas Des Deux”
Dir.: Vera Egito e Renata Chebel

Um espetáculo de dança com tipos incríveis.

06
PINK – “Try”
[Dir.: Floria Sigismondi]

A dança contemporânea encontra a música pop e P!nk define seu lugar no cenário musical.

05
FLYING LOTUS – “Until The Quiet Comes”
[Dir.: Khahlil Joseph]

Um curta-metragem sobre violência, liberdade numa das mais belas direções de arte do ano.

04
BJORK “Mutual Core”
[Dir.: Andrew Thomas Huang]

O êxtase da técnica retorna mais uma vez em Bjork.

03
SPIRITUALIZED – “Hey Jane”
[Dir.: AG Rojas]

A drag queen Tyra Sanchez protagoniza essa história de amor, violência e a dura arte de sobreviver.

02
SOLANGE – “Losing You”
[Dir.: Melina Matsoukas]

Solange fez um clipe bem despretensioso e por isso inigualável em imagens.

01
M.I.A. – “Bad Girls”
[Dir.: Romain Gravas]

M.I.A. convidou mais uma vez o seu amigo e diretor Romain Gravas para um clipe, desta vez com menos crítica política explícita e mais ironia. Ela foi ao deserto do Oriente Médio para misturar indumentária daquela região com o estilo gangsta americano dos rappers. Pensando à frente, M.I.A. ganhou de novo pelo inusitado.

Foto via Daniel Y. Go/Flickr

Sem mais artigos