NEM TODA CRIANÇA VIRA MICHAEL JACKSON
Aos 5 anos, ela diverte a platéia com suas tiradas precoces ao mesmo tempo em que assusta com sua desenvoltura
Por Luisa Lushvagh, especial para O Grito!

E difícil ficar indiferente à apresentadora Maisa, do SBT, quando ela surge no vídeo. Ela não é como as outras crianças, treinadas para parecer um adulto retardado. Ela passa uma sensação incrível de credibilidade, e não apenas de decoreba, como ocorre com tantas outras empurradas pelas mães para a fama para se tornarem astros mirins e, quem sabe, elevar o padrão de vida da família. Sedutora, ela tem a malícia natural da infância, o que torna tudo mais natural e interessante.

Além disso, seu senso de humor incrível desafia os padrões pré-estabelecidos para crianças de sua idade, e desarticula os adultos ao redor. Mas o que será desta gracinha quando ela crescer? É certo que a garota tem a seu favor o fato de ser filha única, de uma família simples, mas que, aparentemente, zela pela segurança de sua vida pessoal. Maísa Silva, na intimidade, leva a vida de uma garotinha normal que adora brincar com outras crianças de sua idade.

Pouca gente sabe, mas um dos motivos que levaram a atriz Elizabeth Taylor a se tornar amiga de Michael Jackson foi o fato dos dois terem em comum uma infância de criança prodígio. Liz passou maus bocados, mas se deu bem na maturidade. O mesmo não se pode dizer de seu amigo, cuja vida pessoal passou por altos e baixos. Sua genialidade permanece inquestionável, mas sua conduta pessoal é sempre alvo de especulações. Sim, embora muita gente critique a vida de astro mirim, preocupados com a educação e a adaptação da criança, não há dúvida que algumas são precocemente talentosas e parecem vocacionadas para a fama.

São tantos casos que nem caberiam aqui: Drew Barrymore (do ET), Leonardo Di Caprio (publicidade), Angelica, Elis Regina (cantava no Clube do Guri), Shirley Temple, Brenda Lee. A Shirley Temple menina lembra muito o jeitinho da jovem apresentadora Maísa do SBT, até mesmo os cachinhos e os vestidinhos de boneca. Temple está viva até hoje, velhinha e de bem com a vida. E não parece guardar traumas da vida de estrela mirim, como tantos outros.

Os prós e contras de vida de uma mini-celebridade, entretanto, são inúmeros. Mesmo quem foi prodígio não costuma passar a experiência adiante. A verdade é que dificilmente alguém verá o garoto Joaquim, filho de Luciano Huck e da ex-garotinha prodígio, Angélica, também do ABC paulista, apresentado o programa da mãe ou participando de alguma novela. Até onde a gente sabe, os astros, mesmo aqueles que começaram cedo na telinha, evitam a todo custo exporem seus pimpolhos.

Mas muitos sobrevivem. Uma ocasião, em que eu fui cobrir as férias (sim, isso existia) de uma amiga no extinto Diário Popular (atual Diário de São Paulo), a pauteira, que não ia com a minha cara, me passou a pior pauta que uma repórter de Variedades pode pegar na vida: selecionar 10 astros em evidência na televisão e perguntar a eles qual foi o pior momento da carreira. Após baterem vários telefonemas na minha cara, e alguns comentários que não vale a pena mencionar aqui, já desesperada, entrei em contato com Osmar Prado, nosso eterno Tião Galinha.

Extremamente educado, para meu alívio, ele concordou em me dar a tal entrevista. Prado me contou que um dos momentos mais difíceis da vida dele se deu na adolescência. Astro mirim extremamente requisitado até os 9 anos de idade, ele chegou à adolescência e, durante o processo de mudança de voz, não conseguia achar mais papel. Chegou a pensar em desistir de tudo. Para nossa sorte, ele insistiu.

Outro garoto que conheceu a fama precocemente foi o ex-engraxate e ator Vinicius de Oliveira, que interpretou o Josué de Central do Brasil (1998). Hoje um adolescente, ele participou do mais recente filme de seu descobridor, Walter Salles, co-dirigido por Daniela Thomas, em Linha de Passe (2008). O grande problema é que nem sempre a criança que foi um sucesso consegue atingir a mesma fama ao crescer. Vamos torcer para que o destino de Maísa seja tão promissor quanto as suas covinhas. Próxima de completar seis anos de idade, Maísa Silva é a estrela do SBT aos sábados, no comando do programa “Sábado Animado”, e lançou, este ano, uma boneca. Começou há três anos na televisão, quando a mãe, atendendo a seu pedido, a levou pra conhecer Raul Gil. E não parou mais.

Confira algumas cenas da prodigo criança que tem encantado o Brasil

Sem mais artigos