Premiação
Três escritoras gaúchas são finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2010. Carol Bensimon (foto acima), Cíntia Lacroix e Lívia Jappe concorrem na categoria Melhor Livro do Ano – Autor Estreante, a mesma vencida no ano passado por Altair Martins com o romance “A parede no escuro”. As três concorrem, respectivamente, pelos romances Sinuca embaixo d’Agua (Companhia das Letras), Sanga menor (Dublinense) e Cisão (7Letras). Maior prêmio do país em distribuição de dinheiro (R$ 400 mil no total), o São Paulo é dividido em duas categorias, cada uma com 10 finalistas. Entre os melhores livros de não-estreantes concorrem, entre outros, Chico Buarque, Bernardo Carvalho e João Ubaldo Ribeiro. Edney Silvestre e Ivana Arruda Leite concorrem entre os estreantes.

Roteirização
Letícia Wierzchowski, a autora de A Casa das 7 Mulheres, irá transformar em roteiro para cinema o primeiro volume da grande obra de Érico Veríssimo, “O Tempo e o vento”. “O continente”, título do primeiro tomo, será o texto adaptado que terá em Fernanda Montenegro e Thiago Lacerda os personagens principais. O filme terá direção de Jayme Monjardim.

Drummond
Em 1930, aos 27 anos, Drummond publicou o seu primeiro livro, Alguma Poesia uma estreia singular que completa 80 anos nesse 2010. Para marcar a estreia o livro ganha nova edição no fim de junho. Ela está sendo organizada pelo poeta Eucanaã Ferraz com patrocício do Instituto Moreira Salles, com 392 páginas e custando R$ 50. A nova edição faz o fac-símile do primeiro exemplar na capa, possui apresentação crítica do organizador. E uma curiosidade: A primeira edição de Alguma Poesia foi paga, à prestações, pelo próprio Drummond.

Ficção no histórico
Dois livros lançados no mercado pela Editora Record tratam de temas contemporâneos com recorrência em fatos históricos: Quattrocento, de Susana Fortes, e Traição em Veneza, de Steve Berry. No primeiro vemos a trama de uma conspiração política e religiosa que está prestes a mudar toda a história do Renascimento italiano. A história se passa na Florença do século XV entrea Alessandro Botticelli e Leonardo da Vinci. Em Traição em Veneza, o ex-agente do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Cotton Malone, agora é um negociante de livros raros. Por intermédio da sua amiga aventureira Cassiopeia Vitt, ele passa a descobrir um plano diabólico que envolve um incêndio num museu da Dinamarca e um projeto de dominar o mundo da suprema ministra da Federação Asiática Central, nova nação surgida a partir das cinzas da União Soviética.

Feminismo
A editora Landmark lançou um dos mais importantes trabalhos de Joseph Conrad, O agente secreto, em edição bilíngue (português/inglês). O livro é um romance que traz uma análise aprofundada e um retrato da impotência relativa da maioria das mulheres na sociedade britânica nos últimos anos do século XIX. Ele não prega, não defende deixando o leitor tirar as próprias conclusões. Nesse entremeio ele capta com bom humor, ironia e mistério todo o ambiente social e político da Inglaterra vitoriana. O cenário é Londres, um crime e um atentado.

Projeto
A L&PM Editores acaba de lançar a coleção É Só o começo com uma série de títulos nacionais como “O Cortiço”, “O Guarani”, “O Alienista”, “A Escrava Isaura”, “Triste Fim de Policarpo Quaresma” e “Garibaldi & Manoela: Uma História de Amor”. Além de três estrangeiros que são: “Robinson Crusoe”, de Daniel Defoe; “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare; e “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes. Os próximos lançamentos serão “O Médico e o Monstro”, “Hamlet” e “Frankenstein”. A coleção leva ao público títulos clássicos com diversas adaptações feitas por uma equipe de professores e especialistas em literatura e educação. A ideia principal é a de que os títulos permitam ao leitor menos experiente tomar contato com os clássicos e dar início ao hábito da leitura. Cada obra sofreu adaptações de vocabulário, tornando a narrativa mais acessível. Dessa forma o texto e a linguagem foram adaptados segundo critérios linguísticos e literários. Também foi realizada uma contagem das palavras, já que cada livro tem entre 900 e 2,5 mil vocábulos diferentes, o que garante ao estudante a compreensão das histórias.

Sem mais artigos