laura

Precursora da cena eletro pop no país, a gaúcha lança seu mais novo trabalho. Segundo EP de remixes de Copy Paste, Música Orgânica, álbum lançado por ela em 2013, Eletrorgânica (Vol 2) acaba de chegar às plataformas digitais pelo seu selo próprio, Sorte Produções, com distribuição da Tratore.

São noves faixas assinadas por nomes como DJ Mau Mau, Mad Zoo, Mauricio Bussab e Fê Pinati (do grupo Bojo), Buguinha Dub, Guilherme Lopes (Mão de Obra) e ainda Guto Goffi (Barão Vermelho), entre outros. Beats eletrônicos, samples e timbres sintéticos, pelos quais Laura se tornou conhecida desde os anos 80, são mesclados às células rítmicas de raiz brasileira e de sotaque nordestino desbravados por ela em Copy, Paste, Música Orgânica, gravado aqui no Recife, com as bênçãos do maestro Spok.

A capa é assinada pelo artista gráfico gaúcho Cleo Magueta, a partir de uma foto clicada pela própria Laura: uma radiografia de suas próprias mãos. “Esta imagem ultra-orgânica e eletrônica é bem metafórica para mim”, comenta ela, que também é reconhecida como uma das pioneiras da música independente no Brasil, sem fazer concessões ao mercado fonográfico. “Meu amor e respeito à música é tamanho que sinto que ao longo da minha carreira dei a ela mais que o sangue, chegando aos ossos. E gosto de pensar neste olhar romântico para a arte”.

A canção que abre o EP, “O Mundo Gira Sem Parar”, ganha duas versões: a eletro-brasileira “O Mundo Gira Sem Parar (Maracatu Brasil Mix)” produzida pelo baterista, compositor e produtor musical carioca Guto Goffi (Barão Vermelho), apoiado pela guitarra do gaúcho, Mimi Lessa. Já a segunda versão, “O Mundo Gira Sem Parar (Mão de Obra Mix)” é assinada pelo paulistano Guilherme Lopes.

A música “Copy Paste”, que é a base do projeto e, ao mesmo tempo, uma homenagem explícita à Feira de Caruaru, ganha duas versões radicais. O remix “Copy Paste (Radio Zoo Mix)”, produzida pelo paulistano Mad Zoo, junta Laura com Dominguinhos, maracatu com batidas aceleradas e sanfona com plug-ins de delay e distorção. E a versão “Copy Paste (Adubada Mix)”, produzida pelo produtor e DJ pernambucano Buguinha Dub, tem sintonia fina e enérgica com a cultura regional nordestina e o universo da música eletrônica.

Sem mais artigos