As inicia mais uma edição nesta quarta (21) até a sexta (23), na Universidade de São Paulo, na capital paulista. O Jornadas inicia sua sexta edição como o maior evento acadêmicos da América Latina sobre HQs.

O evento terá o lançamento de diversos livros teóricos, exposição de mais de 290 pesquisas do Brasil e América Latina, e conferências de convidados estrangeiros.

No dia 21, a Dra. Carol Tilley (University of Illinois Urbana-Champaign) fará a conferência de abertura: “The Comics Readers at the Center of Wertham’s Lies” sobre a obra do psiquiatra alemão Fredric Wertham (A Sedução dos Inocentes, 1954). A professora atua na área de Ciências da Informação e pesquisa a história social e cultural das histórias em quadrinhos.

No dia 22 de agosto acontece o painel “Protagonismo Negro nos Quadrinhos” com o quadrinista Marcelo D’Salete. Professor, ilustrador e autor de histórias em quadrinhos, D’Salete é mestre em história da arte (USP) e produziu os álbuns Encruzilhada, Angola Janga – Uma História de Palmares e Cumbe este último vencedor do Eisner Awards em 2018.

A mesa conta ainda com Nobu Chinen, que apresentou em 2013 sua tese de doutorado “O papel do negro e o negro no papel: representação e representatividade dos afrodescendentes nos quadrinhos brasileiros” no programa de Ciências da Comunicação da USP.

O colombiano José Campo é o convidado para a conferência de encerramento em 23 de agosto. O professor é ilustrador, quadrinista, caricaturista e também diretor da fundação Calicomix – um dos mais importantes festivais de quadrinhos da América Latina. José Campo falará sobre as explorações da narrativa gráfica na Colômbia (Exploraciones de la narrativa dibujada en Colombia).

O congresso é organizado pelo Observatório de Histórias em Quadrinhos, grupo de pesquisa da Escola de Comunicações e Artes da USP. Mais detalhes no site. Ainda há vagas para ouvintes, ao custo de R$ 100.

Sem mais artigos