Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Autor: Paulo Floro (Página 1 de 317)

Cartaz original de Tubarão ganha versão revitalizada

Tubarão (1975), um dos filmes mais icônicos de Steven Spielberg, tem também um dos cartazes mais famosos da história do cinema. A imagem de um tubarão gigante prestes a abocanhar um incauto nadador no mar ficou para sempre marcado na memória.

E, apesar de existir muitas versões desse pôster, nenhum é tão impactante e esteticamente bonito quanto o original assinado por Roger Kastel. O artista é autor de diversos cartazes icônicos, como o de Star Wars – O Império Contra Ataca. Ele fez a obra em tinta a óleo, mas o original se perdeu após ter sido enviado para a Universal quase 40 anos atrás. O que tem por aí são reproduções, muitas delas bastante apreciadas por colecionadores.

Agora, Kastel se uniu à empresa Mondo para recriar uma versão revitalizada do cartaz. Chris Billheimer e Jason Edmiston trabalharam na separação de cores e layout e Bruce Yan na tipografia. Agora a obra está sendo vendida em reproduções de 60x90cm e assinadas pelo próprio Kastel.

Cidade com uma das maiores taxas de ataques de tubarão do Brasil, Recife tem uma relação afetiva com Tubarão de Spielberg. Em 2012 o festival Janela Internacional de Cinema exibiu uma cópia remasterizada do longa no Cinema São Luiz. Foi inesquecível.

Os uniformes de Wakanda na Copa do Mundo de Futebol

Que tal Wakanda, terra do Pantera Negra, na Copa do Mundo de futebol? O ilustrador Mark Yesilevskiy, que mora nos EUA, imaginou como seriam os padrões do uniforme do time wakandano.

O padrão principal é inspirado no uniforme do Pantera Negra visto nos filmes da Marvel. E o segundo, o meu preferido, é baseado na roupa das Dora Milaje. Aparentemente as roupas não têm nada da tecnologia do Vibranium (mas vai saber!).

As artes podem ser adquiridas como pôster no site do autor. (Via iO9).

Um mundo sem homens no trabalho de Aminder Dhaliwal

A quadrinista canadense Aminder Dhaliwal tornou-se um fenômeno no Instagram e Tumblr com suas tiras e quadrinhos cheios de ironia e humor sobre gênero, feminismo e sexualidade. Feliz com essa notícia de que ela será publicada em livro pela Drawn & Quartely.

Woman World mostra um mundo sem nenhum homem. A premissa já foi vista na série Y – O Último Homem, de Brian K. Vaughan e Pia Guerra, mas ao contrário da série da Image, aqui o foco são as mulheres. E claro, a proposta aqui é outra, mais experimental, engraçada (e até filosófica, eu diria).

Segundo a editora o livro vai trazer as HQs mais populares de Aminder, além de muito material inédito. A webcomic dela segue no ar para quem quiser acompanhar.

O livro sai em setembro nos EUA.

A capa de Marcelo D’Salete para a nova edição de O Cortiço

Marcelo D’Salete, autor de Angola Janga e outros quadrinhos sobre a história dos negros no Brasil, assina esta nova capa para O Cortiço de Aluísio Azevedo. O lançamento é da editora Todavia.

Clássico da literatura brasileira, O Cortiço é um dos mais poderosos retratos do Brasil em qualquer tempo. Lançado originalmente em 1890, é um livro forte sobre pobreza, violência e ascensão social que traz muitos temas a serem discutidos até hoje.

Esse desenho de D’Salete tornou a obra ainda mais poderosa.

Revival, nova editora de HQs francesa, se dedica aos clássicos

Mais HQs históricas chegando ao mercado. A nova editora francesa Revival, capitaneada por Vincent Bernière (o mesmo da nova Cahiers du BD), vai lançar obras clássicas que estavam fora de catálogo ou esquecidas. A coleção “Bédétèque Idéal” é uma iniciativa importante para uma cartografia ainda incipiente das histórias em quadrinhos. Sonho alguém fazer isso aqui no Brasil um dia.

Entre as obras estão M. Poche, de Alain Saint-Ogan, lançada em 1936 e La Variante du Dragon, de Golo & Frank. As HQs dessa coleção englobam títulos lançados entre o final do século 19, nos primórdios dos quadrinhos, e os anos 1980. A editora também vai lançar novos autores, como é o caso de Berliac, autor de Sadboi.

A ActuaBD divulgou um vídeo da nova editora.

Página 1 de 317

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2018