O curta-metragem brasileiro é um dos exemplos de como as tecnologias de ponta estão cada vez mais acessíveis a produções de baixo orçamento – mas que contam com vantagem da criatividade para se virar. Feito pelos brasileiros e , o filme de 9 minutos mostra a ação de um super-herói sem rosto definido e que julga criminosos por seus próprios critérios.

Acompanhamos tudo pela imprensa, que acompanha o caso e ataca o herói. O filme foi produzido em 2012 durante a passagem de 15 dias da dupla por Toronto, no Canadá. Alqueres trabalhou na equipe de efeitos especiais de filmes como 300 e Planeta dos Macacos: A Origem. Já Grazinoli tinha feito o filme para TV Macbeto, exibido na TV Cultura.

Viralizado pela internet, o filme ganhou destaque na imprensa americana em sites como USA Today. Chamou também atenção da Marvel Comics, que pensa em transformar o curta em um longa-metragem. Segundo Joe Quesada, diretor criativo da empresa, já existe um agente trabalhando para viabilizar a produção. Mais sobre o curta nesta reportagem da piauí e na Folha.

flyingman