grampo

O quadrinista foi o grande vencedor da primeira edição do . A lista foi organizada pelos colegas Ramon Vitral, editor do Vitralizado e por Lielson Zeni, jornalista e roteirista de quadrinhos.

Aventuras na Ilha do Tesouro apareceu em 15 das 20 listas dos eleitores convidados do prêmio, acumulando 102 pontos na contagem dos votos. A obra bateu Talco de Vidro, de Marcello Quintanilha (89 pontos) e Dupin de L.M. Melite (76 pontos).

Os rankings individuais de cada um dos eleitores estão disponíveis aqui. E o Top 20 aqui.

Entrevistei Cobiaco para a Revista O Grito!. Em nossa tradicional lista de melhores do ano, Aventuras… ficou em segundo, atrás apenas de A Propriedade, de Rutu Modan.

Comentários