Deodatos
Deodato ao lado do filho Mike Deodato. (Foto: Divulgação/Brasil ComicCon)

Morreu nesta segunda (25) em João Pessoa, o quadrinista Deodato Taumaturgo Borges, aos 80 anos. Ele ficou conhecido por criar o personagem Flama, um dos primeiros super-heróis brasileiros no final dos anos 1960. Ele era pai de um dos autores de quadrinhos mais conhecidos dos leitores da Marvel Comics, Mike Deodato (cujo nome de batismo é Deodato Borges Filho).

Segundo o Jornal da Paraíba, Deodato Borges estava lutando contra um câncer nos rins e foi submetido a uma cirurgia de retirada de um deles na última quinta (21). Hoje, em uma das sessões de hemodiálise, ele teve duas paradas cardíacas e não resistiu.

Deodato foi um dos nomes pioneiros nos quadrinhos brasileiros, nos anos 1960. O personagem Flama, que migrou de um programa de rádio em Campina Grande (PB) para os quadrinhos, se tornou um enorme sucesso local, com tiragens esgotadas. Em 2010, o herói foi revitalizado pelo filho Mike Deodato e o jornalista Rodrigo Salém.

Nascido em Campina Grande em 20 de janeiro de 1934, Deodato Borges foi radialista e atuou em órgãos públicos de imprensa antes de ficar conhecido como autor de quadrinhos. O festival Brasil Comic Con, que acontecerá em São Paulo em novembro, já tinha anunciado uma homenagem ao artista na edição deste ano.

image004

Flama_3