Revista O Grito!

Jazz Metal — Por Paulo Floro

Mês: fevereiro 2014 (Página 1 de 2)

Ian McKellen aceitou papel de Magneto pela alegoria com o movimento gay

magneto

O ator inglês encarna nos cinemas ninguém menos que Gandalf, o mago cinzento de O Senhor dos Anéis e O Hobbit e também , maior vilão dos . Para completar, ele é uma das vozes mais influentes pelos direitos gays em todo o mundo. Em uma entrevista para o Buzzfeed, ele contou que foi convencido pelo diretor Bryan Singer a participar de X-Men por causa da alegoria dos mutantes com os homossexuais.

“Fui convencido por Bryan [Singer, diretor da primeira franquia dos X-Men] que disse: ‘Mutantes são como gays. Eles são excluídos da sociedade sem motivo algum. E, como em todos os movimentos por direitos civis, eles têm que decidir: seguirão a linha de Xavier – que é coexistir de alguma maneira, se impor e ser orgulhoso do que é, mas junto com todos – ou você escolhe a visão alternativa, que é, se necessário, use violência para conquistar seus próprios direitos. E isso é verdade. Eu me deparei com essa divisão dentro do movimento dos direitos dos homossexuais”

Completo aqui.

Bill Waterson divulga arte rara e inédita para documentário sobre tiras

26artsbeat-watterson-blog480

O recluso , criador das tiras de , assina o cartaz do documentário Stripped, que explora a evolução e importância das tiras em quadrinhos. Os diretores e conseguiram um feito raríssimo: não só conseguiram uma arte de Waterson para o pôster do longa, como o próprio cartunista concedeu uma entrevista para a obra.

Para quem é fã de Waterson e de suas tiras de Calvin e Haroldo, sabe que isso é algo MUITO raro. A tira, que durou de 1985 a 1995, é uma das mais famosas e todo o mundo e ainda hoje está presente nos jornais brasileiros.

“Nas mãos certas, a tira contém uma beleza e uma elegância que eu realmente não compararia com nenhuma outra arte”, disse Waterson no documentário, citado pelo NewYorkTimes. O longa já está disponível para download ou aluguel no iTunes americano. E chega dia 2 de abril em DVD. Além de Waterson, outros 70 cartunistas deram depoimentos.

Zine XXX mostra o trabalho de quadrinistas brasileiras

xxx

O fanzine XXX, formado inteiramente por mulheres e que retratam o universo feminino, ganha lançamento neste mês. A HQ foi viabilizada através de financiamento coletivo e é uma iniciativa do coletivo Libre.

O lançamento oficial será nesta terça (18) no Rio de Janeiro (quem colaborou pode retirar seu exemplar por lá). A artista (única integrante mulher do grupo) pretende publicar 5 zines de 24 páginas cada um com conteúdo produzido exclusivamente por mulheres.

Ela realizou uma chamada de trabalhos para novas quadrinistas. Vale a pena conhecer a proposta do zine.

xxx2

Kent Williams de volta aos quadrinhos Marvel

x-men3

Um dos ilustradores mais interessantes dos últimos anos, vai voltar a trabalhar com a Marvel. Ele vai desenhar um novo título X, segundo informou o roteirista Brian Michael Bendis, manda-chuva atual quando o assunto é HQs dos mutantes.

Williams chamou atenção em 1993 na série Killing, com roteiro de John Ney Rieber. Veja mais do trabalho do autor:

x-men2

x-men

HQ Peixe Peludo, com passeio pelo undeground de São Paulo, ganha segundo volume

peixe2

A trilogia em HQ chega ao número 2 este mês depois de um bem-sucedido projeto de financiamento coletivo. A história é centrada em um personagem que passeia pelo centrão de São Paulo de ressaca, em busca de um sentido para a existência.

O mote é a busca de um trompete perdido em uma noite de porre. A HQ é recheada de citações às artes plásticas, zines alternativos, grafites – há até um passeio pela cracolândia. O roteiro é de com desenhos de .

A HQ tem 100 páginas e custa R$ 25. O lançamento acontece na Sensorial Discos, em São Paulo nesta quinta na Sensorial Discos, que fica na Rua Augusta.

peixepeludo

Cofre: Ícone do underground Zap Comix ganha box de luxo

zapcomix

Uma das revistas mais importantes para as HQs underground dos EUA, a vai ganhar um volume de luxo com todas as edições reunidas. Quem lança é a Fantagraphics, nos EUA.

As 16 edições originais estarão reunidas pela primeira vez em uma caixa, com dois volumes em capa dura. A 17ª edição, que nunca chegou a ser lançada, também faz parte do pacote. Ao todo são 920 páginas com trabalhos de nomes como , Wilson, Gilbert Shelton, entre outros.

Toda essa belezura custa caríssimo, como já podem imaginar. Sai por 500 dólares, o que é insanamente caro para um livro. Mas, caso seja comprado na pré-venda, sai pela “bagatela” de US$ 308,46. A previsão de lançamento é novembro deste ano.

Resta sonhar por uma edição nacional desse material, que poderia ganhar uma proposta mais econômica por aqui. Algumas histórias da Zap saíram no álbum Zap Comix, que a Conrad lançou em 2003.

zap

Crowdfunding: HQ mistura Golpe Militar e ficção-científica

patriaamada

O financiamento coletivo, que vem gerando boas HQs, começa a apresentar novos trabalhos para este ano. E a plataforma Catarse continua sendo o lugar certo para encontrar projetos bacanas. É o caso desse , de Klebs Junior.

Klebs é conhecido por seu trabalho na Marvel, DC, Globo, Folha e Estadão. Na ativa desde 1995, ele atua para o mercado europeu e norte-americano. “Ainda assim, o meu maior sonho sempre foi fazer quadrinho pro Brasil. Quadrinhos que as pessoas do meu país possam se identificar”, disse ele na apresentação do projeto.

Pátria Amada se passa em 1994 e conta a história de uma garota paranormal que entra em uma guerra civil que assola o País há três décadas. O roteiro usa o Golpe de 1964 como base para uma ficção-científica.

Serão três números em formato de minissérie, sendo que o primeiro já se encontra finalizado. Os apoiadores receberão o número 1 em casa a partir de junho. A campanha termina dia 5 de abril. Veja como colaborar.

Putin e Sochi nas capas de revistas

sochi4

A olimpíada de inverno em Sochi vem servindo para expor ainda mais a , um dos países mais fechados e com maiores denúncias de desrespeito aos direitos humanos. O mais chamativo é a lei promulgada no ano passado que proíbe manifestações de homossexualidade. As bancas ao redor do mundo não vêm poupando críticas ao país e ao seu líder . (via NasCapas)

sochi3

sochi2

sochi

Liniers contra homofobia em Sochi

olimpiadas

O cartunista argentino recriou a famosa imagem do pódio dos 200 m rasos nas Olimpíadas do México em 1968 para criticar a perseguição aos gays na , onde acontecem os jogos olímpicos de inverno, em Sochi.

Na imagem original, os atletas norte-americanos Tommie Smith e John Carlos ergueram os braços e ficaram de punhos cerrados fazendo a saudação dos Panteras Negras como forma de protestar contra a segregação racial. Liniers recriou a imagem com seu desenho inconfundível, agora colocando gays no lugar.

A Rússia promulgou em julho do ano passado leis que proíbem qualquer demonstração homossexual para menores de idade. Apesar de Putin dizer que atletas gays serão bem-vindos em Sochi (ainda que calados), diversas delegações fizeram boicote.

olimpiada

Como seria o “Look Back” do Facebook de Vladimir Putin

putin

Para protestar contra a homofobia de Estado na , usuários criaram a versão “Look Back” do presidente russo . Entre os posts mais compartilhados estão os protestos durante paradas gays, onde diversos manifestantes foram presos e feridos.

Quem não está ligado, o vídeo “Look Back” foi feito para comemorar os 10 anos do Facebook e mostra os melhores momentos do usuário na rede social, desde a entrada no site, passando pelos posts mais curtidos e comentados. Olha como ficaria a versão de Putin.

Luluzinha Teen contra a homofobia

luluzinha2

Depois que o Brasil comemorou o primeiro beijo em uma telenovela da Globo (com reações em sua maioria, positivas), a HQ , que chegou às bancas dá um exemplo interessante sobre respeito à diversidade sexual. Nas páginas destacadas aqui, é possível ver o personagem Fábio e Edgar conversando sobre como lidar com o pai homofóbico de um deles.

O roteiro é de Marcel R. Goto e arte de Labareda Design. Personagens gays sempre estiveram presentes nos quadrinhos, mas é legal ver que um gibi nacional começou a tratar bem o tema. Via Estadão.

luluzinha3

Crowdfunding: Terror do Cortabundas do Ceará contada em HQ-reportagem

catarse

Na década de 1980, o criminoso mais conhecido como , aterrorizava o bairro de José Walter, na zona sul de Fortaleza (CE). Agora, uma reportagem em quadrinhos de vai contar a história desse psicopata.

“Ele invadia casas de madrugada e realizava vários cortes nas nádegas de suas vítimas, sempre mulheres. Durante mais de 3 anos, ele conseguiu fugir da polícia e até hoje ainda não se conhecem todos os detalhes da história”, conta Talles, por email. A HQ está buscando financiamento coletivo no site .

Talles Rodrigues é ilustrador e quadrinista e assinou os desenhos de Clube dos Monstros dos Bairros Distantes. Quem quiser adquirir a HQ, é só ir na página do Catarse.

Página 1 de 2

Jazz Metal é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2020