Nem Steve Jobs póstumo, nem políticos europeus, a da revista é o manifestante. Achei muito bom!

Comentários