Ano passado, o quadrinhista americano anunciou que não mais venderia seus trabalhos para a , pois a revista tinha negado alguns de seus desenhos sem dar explicações. Agora, uma dessa capas vem à público graças a Nadja Sayej, uma repórter da Vice que encontrou um livro de anotações com a imagem e comentou com Crumb.

A capa teria sido feita para uma matéria sobre casamento gay em junho de 2009, mas foi rejeitada pelo editor. Crumb teria ficado irritado pela falta de explicação por parte da publicação. Ele esperava que os critérios editoriais ficassem explícitos. A foto cumpre bem o estilo do autor, marcado pelos personagens voluptuosos e traço cheio de sujeira.

O desenho mostra uma drag queen e uma drag king em um cartório realizando um casamento. Fica difícil indentificar os gêneros, mas essa foi a intenção do autor. Ele explicou na entrevista que banir o casamento gay, “é ridículo”. E continua: “Esta é a essência da capa. Temos aqui um oficial de casamentos e ele não consegue dizer se vê um homem e uma mulher ou duas mulheres. Ou seja lá o que for”.

Crumb bem que podia liberar mais desses seus trabalhos rejeitados.