O curta Tampa, um dos selecionados este ano (Divulgação)

O festival Janela Internacional de Cinema do Recife divulgou os curtas selecionados para a edição deste ano, que acontece entre os dias 9 e 18 de novembro, no Cine São Luiz e no Cinema da Fundação, no Derby.

No programa nacional, concorrem 28 curtas e a seleção internacional traz 24 filmes de diversos países. Foram cerca de 700 inscrições, o que resultou em uma programação com obras de todo o Brasil, além de países como Rússia, Reino Unido, Suécia, EUA, Suíça, Canadá, Holanda, Romênia, Itália, França, Portugal. O festival traz duas estréias (Sobre o Abismo, de André Brasil, e O Inverno de Rieljka , de Gustavo Beck), além de filmes premiados, como A Massa da Humanidade, de Gabriel Gauchet, vencedor do Leopardo de Ouro (Festival de Locarno, Suíça) e Rafa, de João Salaviza, vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim, um dos destaques da pujante produção portuguesa em cartaz nessa edição.

Sacha L’ours, de François Morisset

Veja a lista completa abaixo. O Janela já divulgou a mostra de filmes clássicos deste ano.

COMPETIÇÃO BRASILEIRA

A Dama do Estácio, de Eduardo Ades (RJ, 2012, 19′)
Sinopse: Zulmira é uma velha prostituta. Um dia ela acorda obcecada com a ideia de que vai morrer. Ela precisa de um caixão.

A Mão que Afaga, de Gabriela Amaral Almeida (SP, 2011, 19′)
Sinopse: No aniversário de 9 anos de seu único filho, Lucas, a operadora de telemarketing Estela planeja uma festa que tem poucas chances de dar certo.

A Menina da Boneca, de André Pinto (PE, 2012, 8′)
Sinopse: A hora de dormir se aproxima. Os olhos se fecham e um mundo de sonhos se revela…ou de pesadelos.

A Onda Traz, O Vento Leva, de Gabriel Mascaro (PE, 2012, 25′)
Sinopse: Rodrigo é surdo e trabalha numa equipadora instalando som em carros. O filme é uma jornada sensorial sobre um cotidiano marcado por ruídos, vibrações, incomunicabilidade, ambigüidade e dúvidas.

A Vida Noturna das Igrejas de Olinda, de Mariana Lacerda (PE-SP, 2012, 19′)
Sinopse: Quando anoitece em Olinda.

Animador, de Cainan Baladez, Fernanda Chicolet (SP, 2012, 20′)
Sinopse: Ligia trabalha num parque de diversões. Fica suspensa num brinquedo de bolinhas, onde as crianças tentam acertar o alvo para derrubá-la. Seu uniforme é uma fantasia.

Dizem Que Os Cães Veem Coisas, de Guto Parente (CE, 2012, 12′)
Sinopse: Um presságio. Fragmento de tempo apenas, porque logo o homem gordo, de ventre imenso, saltou dentro da piscina com o copo de uísque na mão.

Desterro, Claudio marques e Marilia Hugues (BA, 2012, 14’)
Sinopse: As memorias de Dona Pequenita e Thereza Batalha sobre uma das mais fortes intervençoes do Estado brasileiro.

Dois, de Thiago Ricarte (SP, 2012, 16′)
Sinopse: Rafael e Thalita estudam para uma prova de matemática em um parque. Thalita descobre que precisa ir embora mais cedo.

Eu Nunca Deveria Ter Voltado, de Eduardo Morotó, Marcelo Martins Santiago e Renan Brandão (RJ, 2012, 15’)
Sinopse: A foto do jantar com seus pais e irmãos liga Dirceu ao amor e a morte.

IN, de Bruno Oliveira (PR, 2012, 10′)
Sinopse: Lembranças do ano de 1997.

Ikó-Eté, de Torquato Joel (PB, 2012, 9′)
Sinopse: O que acontece quando surta um remanescente dos potiguaras, um dos povos mais bravios da costa brasileira durante o primeiro períoda da ocupação européia.

Luna e Cinara, de Clara Linhart (RJ, 2012, 14’)
Sinopse: Luna e Cinara vão ao cinema.

Mauro em Caiena, de Leonardo Mouramateus (CE, 2012, 19′)
Sinopse: Uma vez um instrutor de parapente me disse que flutuar no ar, em vôo livre, não é tão perigoso. O maior perigo é a partida, e a chegada. E isso faz bastante sentido. É, faz muito sentido.

Menino do Cinco, de Marcelo Matos de Oliveira, Wallace Nogueira (BA, 2012, 20′)
Sinopse: Ricardo finalmente encontra um amigo, mas ele não pode ser seu.

Meu Amigo Mineiro, de Victor Furtado e Gabriel Martins (CE, 2012, 23′)
Sinopse: Gabito, Tô te esperando pra conhecer minha cidade. Chega aí, Vitim.

Monumento , de Gregório Grasiozi (SP, 2012, 10′)
Sinopse: O Monumento às Bandeiras é uma escultura pública presente no cotidiano de milhares de paulistanos e um dos símbolos mais representativos da cidade de São Paulo. O documentário experimental “Monumento” pretende contemplar cuidadosamente os pormenores e a totalidade do conjunto da obra-prima de Brecheret.

O Duplo, de Juliana Rojas (SP, 2012, 25′, cor)
Sinopse: Silvia é uma jovem professora do ensino fundamental. Certo dia, sua aula é interrompida quando um dos alunos vê o duplo da professora andando no outro lado da rua.

O Segredo de Salamaqats, de Andrés Schaffer (MG, 2012, 11′)
Sinopse: As ruas e um mistério.

O Inverno de Rieljka , de Gustavo Beck (RJ, 2012, 19′)
Sinopse: Incursões ao redor de Rieljka Suková.

Os Mortos Vivos, de Anita Rocha da Silveira (RJ, 2012, 20′)
Sinopse: Bia está off-line. As mensagens enviadas serão entregues quando Bia estiver on-line.

Orwo forma , de Karen Black & Lia Letícia (RJ, 2012, 4′)
Sinopse: Tudo é lindo em uma mulher.

Porcos Raivosos, de Isabel Penoni e Leonardo Sette (PE, 2012, 10′)
Sinopse: Um grupo de mulheres decide fugir ao descobrir que seus maridos se transformaram misteriosamente em porcos furiosos.

Quem tem medo de Cris Negão?, de René Guerra (SP, 2012, 24′)
Sinopse: Cristiane Jordan, ou Cris Negão como era chamada, foi uma travesti cafetina do centro de São Paulo conhecida por seus métodos violentos de controle das outras travestis. Odiada e temida por uma legião, ela também tinha seus fãs, até que tragicamente foi assassinada com dois tiros na cabeça. Um mergulho no universo marginal das travestis, a partir dessa figura lendária do submundo de São Paulo.

Serra do Mar, de Iris Junges (SP, 2012, 15′)
Sinopse: Jonas vigia as torres de energia da Serra do Mar. Um incêndio ocorre na mata.

Sobre o Abismo, de André Brasil (MG, 2012, 30′)
Sinopse: Por essa tela já passou boa parte da história do cinema, mas a cada sessão é como se ela estivesse ainda virgem, antes do começo de tudo. A tela em branco é um imenso abismo feito de esquecimento.

Um Diálogo de Ballet, de Filipe Matzembacher, Márcio Reolon (RS, 2012, 8′)
Sinopse: Um senhor e um jovem acordam. O tempo passa. E para.

Vestido de Laerte, de Claudia Priscilla e Pedro Marques (SP, 2012, 13′)
Sinopse: Laerte percorre um longo caminho pela cidade de São Paulo em busca de um certificado.

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Barba / Beard, de Paulo Abreu
Portugal, 2012, 22′
Sinopse: Alegoria em Super 8 sobre Portugal e o comportamento coletivo do seu povo.

Café Regular, Cairo, de Ritesh Batra
Egito/Índia, 2011, 11′
Sinopse: Um jovem casal se encontra falando coisas sobre as quais nunca falaram antes enquanto tentam achar seu lugar num mundo em transformação.

Ce n’est pas un film de cow-boys / Este não é um filme de cowboys / This is Not a Cowboy Movie, de Benjamin Parent
França, 2012, 12′
Sinopse: Brokeback Mountain foi ao ar na TV noite passada. Vincent assistiu o filme e ficou completamente abalado. Durante o recreio, ele descreve o filme de forma comovente e naïve para seu colega de classe, Moussa. No banheiro feminino, Jessica também comovida pelo filme, bombardeia sua melhor amiga Nádia com perguntas sobre o seu pai gay.

Chefu’/ Festinha Em Casa / House Party, de Adrian Sitaru
Romênia, 2011, 18′
Sinopse: Neli viaja para Bucareste por alguns dias, deixando seu filho, Dan, de 17 anos sozinho em casa. Em seu retorno, seus vizinhos e amigos correm para lhe contar nos mínimos detalhes a festa que Dan organizou em sua ausência.

Dag / Adeus / Bye, de Tamar van den Dop
Holanda, 2012, 10′
Sinopse: Através do olho de sua câmera, Jonathan vê como os adultos lidam com a morte do seu pai e diz seu último adeus a ele. Talvez ele pudesse adiar essa despedida.

Fourplay: Tampa , de Kyle Henry
EUA, 2011, 16′
Sinopse: Um jovem latino vai ao shopping local para almoçar e dar uma rapidinha no banheiro público. Paranóico sobre o tamanho do seu “pacote” e claramente nervoso com a situação, ele procura possíveis parceiros e deixa seus nervos e imaginação tomarem conta.

Hermeneutics, de Alexei Dmitriev
Rússia, 2012, 3′
Sinopse: Uma ilustração visual do que é hermeneutica. Através da utilização habilidosa de uma seqüência de imagens da II Guerra Mundial, o público é levado a acreditar que está assistindo um filme de guerra comum.

Ina Litovski, de Anaïs Barbeau-Lavalette e André Turpin
Canadá, 2012, 11′
Sinopse: Sophie mora com a mãe em um bairro de classe operária. Esta noite ela vai tocar o violino em um concerto da escola. Sophie não é como as outras crianças e esta noite ela quer que a mãe a veja no palco. Ela gostaria, apenas por um momento, de brilhar.

Königsberg , de Philipp Mayrhofer
França, 2012, 18′
Sinopse: Sr Königsberg é o proprietário de uma pequena papelaria. Apesar de levar uma vida satisfatória, ele é assombrado por uma vaga melancolia e sofre devido à sua reputação de caçador terrível. Ao partir para a sua caçada semanal, ele decide reverter o seu destino.

L’Amour Bègue / O Amor Gago / Stammering Love , de Jan Czarlewski
Suíça, 2012, 20′
Sinopse: Tim tem 23 anos. Ele é inteligente, muito bonito, mas ele gagueja e tentar paquerar uma garota é uma tortura. Impelido por um amigo, ele se aventura em direção ao Santo Graal: Victoria. Mas ele não pode falar as palavras direito…

La Bifle / Surra de Peia / The Dickslap , de Jean-Baptiste Saurel
França, 2012, 25′
Sinopse: Francis administra uma videolocadora que deve o seu sucesso aos filmes com Ti-Kong, uma estrela do kung fu. Inseguro a respeito do seu pau, ele tem medo de revelar seus sentimentos para sua empregada, Sonia. Mas quando ela consegue um papel na última obra de Ti-Kong, Francis não tem escolha. Ele precisa protegê-la de um terrível perigo: uma surra de peia.

Les Cheveux Courts, Ronde, Petite Taille / Cabelo Curto, Gordinha e Baixinha / Short Hair, Chubby and Small Frame , de Robin Harsch
Suíça, 2012, 29′
Sinopse: Uma manhã de primavera, Robin percebe, pela primeira vez, uma mulher na varanda, a sua vizinha que mora em frente. Ele fica chocado com a semelhança com sua própria mãe, que morreu no ano anterior. Obcecado pela sua presença, Robin começa a filmá-la compulsivamente.

Manhã de Santo Antônio / Morning of Saint Anthony’s Day, de João Pedro Rodrigues
Portugal, 2012, 24′
Sinopse: Manda a tradição que no dia 13 de Junho, dia de Santo António, o padroeiro de Lisboa, os namorados ofereçam vasos de manjericão enfeitados com cravos de papel e bandeirolas com quadras populares como prova do seu amor.

Meaning of Robots / Os Robôs , de Matt Lenski
EUA, 2011, 4′
Sinopse: Mike Sullivan realiza um filme de sexo robô em stop-motion há 15 anos. Fazer este filme não só consumiu sua vida, mas também tomou conta do seu apartamento. Mike não pode trabalhar em sua obra-prima, porque ele está, literalmente, até o pescoço em robôs com salsichas.

Middag med familjen/ Jantar em Família / Family Dinner, de Stefan Constantinescu
Suécia, 2012, 14′
Sinopse: No apartamento da família Christiansson, coisas estranhas estão acontecendo. While father and daughter are preparing dinner, in the bathub, mother is exchanging kinky messages on her mobile phone. Even when her phone is out of battery, she cannot bring herself to stop.

O que arde cura / As the Flames Rose, de João Rui Guerra da Mata
Portugal, 2012, 26′
Sinopse: Na madrugada de 25 de Agosto de 1988, Lisboa acorda com o maior incêndio desde o Grande Terremoto de 1755. Do outro lado da cidade, longe do fumo e do fogo, Francisco recebe um telefonema inesperado e as chamas do passado irrompem pelo seu quarto.

Rafa, de João Salaviza
Portugal, 2011, 21’
Sinopse: Às seis da manhã, Rafa descobre que a mãe está detida pela Polícia. Na moto de um amigo, ele vai a uma delegacia no centro de Liboa esperar pela sua liberação.

Rodri, de Franco Lolli
França, 2012, 23′
Sinopse: Rodrigo não trabalhou nos últimos oito anos. Ele completará 47 em breve.

Sacha L’ours / Sacha o Urso / Sacha the Bear, de François Morisset
França, 2012, 12′
Sinopse: Um caçador está atrás de um urso na floresta. O urso se esconde na casa de Cachinhos Dourados, que lhe dá comida e brinca com ele. Mas, de repente, tudo muda.

The Great Rabbit , de Atsushi Wada
Japão / França, 2011, 7′
Sinopse: Uma vez chamávamos a nobre, profunda e misteriosa existência de Grande. Nós mudamos com o tempo; nossos pensamentos e consciência mudaram. E, no entanto, o que nos faz continuar a chamá-la de Grande?

Un Dimanche Matin / Uma manhã de domingo / A Sunday Morning , de Damien Manivel
França, 2012, 18′
Sinopse: Como em todas as manhãs de domingo, um homem passeia com o seu cachorro pelos subúrbios de Paris.

Un luogo a venire / Um Lugar para Estar / A place to come, Flatform
Itália, 2011, 7′
Sinopse: Um homem e dois cães atravessam um prado. Outro caminha por um cume e detém-se para olhar o horizonte. Outros correm, enquanto a paisagem recua para a ambiguidade. Neste filme, a paisagem se desenvolve de acordo com determinadas formas de atravessar um elemento meteorológico: o nevoeiro.

The Mass of Men / A Massa da Humanidade, de Gabriel Gauchet
Reino Unido, 2012, 16′
Sinopse: Richard, um desempregado de 55 anos, chega três minutos atrasado para sua entrevista em um centro de trabalho. A sua tutora, sufocada pelos limites do sistema em que ela trabalha, precisa penalizá-lo pelo atraso. Para nao mergulhar ainda mais na miséria, Richard toma medidas desesperadas.

Tram / Bonde, de Michaela Pavlátová
República Tcheca, 2012, 7’
Sinopse: É um dia rotineiro para a condutora do Bonde. Como em
todas as manhãs, os homens entram e saem para trabalhar, um após o outro, todos parecidos, quietos, cinzentos. E, mesmo assim, a condutora fica terrivelmente excitada.

Sem mais artigos