Detalhe do curta Bailão, que será exibido no Janela (Foto: Divulgação)

Detalhe do curta Bailão, que será exibido no Janela (Foto: Divulgação)

Recife inicia maratona cinematográfica até o próximo dia 21 de novembro. A terceira edição do Janela Internacional de Cinema do Recife começa nesta sexta-feira (12.11), às 19h, no Cinema São Luiz. Na oportunidade será exibida uma seleção surpresa de curtas-metragens, seguida do longa Além da Estrada (Brasil/Uruguai, 2010, 86’, cor, digital), de Charly Braun, vencedor do prêmio de melhor diretor no Festival do Rio deste ano.

O filme conta a história de Santiago, um argentino sem perspectivas, que próximo de seus trinta anos decide ir ao Uruguai conhecer um terreno deixado por seus pais, mortos tragicamente alguns anos antes. Na chegada, ele encontra Juliette, uma jovem belga, com quem vive uma breve, porém intensa jornada.

» Veja a programação completa do Janela

Através das mostras competitivas brasileira e internacional, o festival terá ao todo 69 filmes, sendo 35 brasileiros e 34 internacionais. Com títulos que foram exibidos nos festivais de Brasília, Tiradentes, Festival de Veneza, Cannes, Berlinale, Clermont Ferrant e Roterdã, o Janela é uma oportunidade do público do Recife conhecer essa recente produção.

Além da Estrada é o filme que abre o festival (Foto: Divulgação)

Na seleção internacional, estão filmes como Chienne d’Histoire (Serge Avédikian, França), vencedor da Palma de Ouro do Curta Metragem em Cannes este ano; Blokes (Marialy Rivas, Chile), que também integrou a seleção oficial de Cannes; Long Live the New Flesh (Nicolas Provost, Bélgica), exibido na Berlinale; A Bike Ride (Bernard Attal, Estados Unidos), da seleção de Clermont Ferrant; Gaarud (Umesh Vinayak Kulkarni, Índia); da seleção oficial de Roterdã; e a A History Of Mutual Respect (Gabriel Abrantes & Daniel Schmidt, Portugal), vencedor do Indie Lisboa.

A mostra de curtas brasileiros traz sete filmes de Pernambuco, sete do Rio de Janeiro, cinco do Ceará, cinco de Minas Gerais, quatro de São Paulo, três da Bahia, um do Rio Grande do Sul, um do Distrito Federal e um do Paraná.

Na seleção, o público poderá conferir Avós (Michael Wahrmann, SP), que passou na Berlinale; O Mundo é Belo (Luiz Pretti, CE), selecionado pelo Festival de Veneza; e Ensolarado (Ricardo Targino, MG), exibido no Festival Internacional de Cinema de Locarno. A mostra também abrigará a estréia de Permanências, de Ricardo Alves Junior (MG), diretor premiado na 1ª edição do festival com Convite para Jantar com o Camarada Stalin.

A mostra brasileira de curtas exibirá ainda Bailão (Marcelo Caetano, SP), ganhador do prêmio de Melhor Montagem no Festival de Brasília; Ave Maria ou Mãe os Sertanejos (Camilo Cavalcante, PE), premiado como Melhor Filme, Melhor Fotografia e Melhor Som em Brasília; e Carreto (Cláudio Marques e Marília Hugues, BA), também exibido em Brasília e vencedor do título de Melhor Curta no Festival de Gramado.

Festa
O festival também terá uma festa de abertura, que acontecerá no sábado (13), a partir das 23, no antigo espaço Usina no Poço da Panela (Rua Tapacurá, 254, próximo ao Capibar). A música contará com DJs sets de Junior Black, Claudio N (Chambaril), Moloko & Guthera. Os ingressos custam R$ 15 e serão vendidos a partir desta quarta-feira (10) na cafeteria Castigliani (Fundaj Derby).

Serviço

Janela Internacional de Cinema do Recife – 3ª edição
De 12 a 21 de outubro de 2010
Cinema São Luiz – Rua da Aurora, 175, Boa Vista, Recife. Fone: (81) 3423-4031
Cinema da Fundação – Rua Henrique Dias, 609, Derby, Recife. Fone: (81) 3073-6688 | 3073-6689
Ingressos:
Curtas – R$1 (preço único)
Longas – R$ 2 (meia) e R$ 4 (inteira), no Cinema São Luiz
R$ 4 (meia) e R$ 8 (inteira), no Cinema da Fundação
Os longas brasileiros terão meia-entrada para todos no Cinema da Fundação.

Sem mais artigos