Conhecidos por seus longas Um Lugar ao Sol e Avenida Brasília Teimosa, o cineasta pernambucano Gabriel Mascaro volta a usar os contrastes da cidade como matéria-prima de um filme. O longa Domésticas ganha sua pré-estreia na cidade durante o Janela Internacional de Cinema do Recife.

Leia Mais: Janela
Boa Sorte, Meu Amor é trilha sonora da indefinição

Eles Voltam traz trajetória adolescente a mundo desigual

O filme mostra sete adolescentes atuando como co-documentaristas. Eles têm a missão de acompanhar suas empregadas domésticas por uma semana, revelando seus cotidianos, e também sentimentos. Com esse material, Mascaro consegue revelar, mais uma vez, as relações de poder e os gritantes contrastes sociais que existem na sociedade pernambucana, mas que seguem veladas.

Foi Mascaro um dos primeiros cineastas da atual geração pernambucana a focar no momento de mudanças pelas quais passa o Recife, com seu crescimento econômico, verticalização do espaço urbano e diferenças sociais. Hoje, de Daniel Aragão a Marcelo Lordello, passando por Kleber Mendonça Filho, todos os diretores abordam esses assuntos de alguma maneira.

Sem mais artigos