Isaac Hayes (Foto: Divulgação)

UMA ODE AO SOUL
Da Redação

Isaac Lee Hayes Jr. morreu aos 65 anos em sua casa em Memphis. Ele foi vencedor de um Oscar e três prêmios Grammy como autor da clássica trilha sonora do filme Shaft (que lhe rendeu o primeiro grande prêmio com o Oscar de melhor canção original em 1971). O músico norte-americano começou a desenhar o seu percurso musical em 1964, ao ser contratado, como pianista, para trabalhar na recém-criada empresa discográfica Stax Records. Três anos depois, edita o primeiro álbum, Presenting Isaac Hayes, o qual esteve, contudo, longe de atingir o sucesso desejado. Apesar deste fracasso, o músico não desistiu e, no final dos anos 60, lança Hot Buttered Soul, que, além de ter tido um grande êxito, foi considerado um marco na música soul. O disco é constituído por apenas quatro músicas, cuja duração, rompendo o estereótipo da altura, varia entre cinco e 18 minutos.

O Black Moses lhe valeu o terceiro Grammy e entre os anos de 1967 até 2003, o músico norte-americano editou 24 álbuns, dois dos quais gravados ao vivo. Manteve, também, vários trabalhos na televisão americana. Destaca-se a participação em South Park, onde deu voz ao Chef, o cozinheiro sensato e mulherengo da escola. Isaac retirou-se do programa no episódio que ironizava a cientologia, à qual estava ligado. Como resposta, os criadores da série encenaram a morte do Chef, na décima temporada, em consequência de uma lavagem cerebral, como referência à cientologia.

Além da música e da televisão, Isaac Hayes participou em mais de 30 filmes, dos quais se destacam Dr. Dolittle, It Could Happen To You, com Nicolas Cage; Ninth Street, com Martin Sheen; Reindeer Games, protagonizado por Ben Affleck, e a sátira I’m Gonna Git You, Sucka. Na literatura, Hayes deixou igualmente a sua marca, com a publicação de dois livros, intitulados Cozinhando Com o Coração e a Alma e O Caminho Para Felicidade.

Sem mais artigos