2009 pegando o ritmo, começam a aparecer boas oportunidades para quem trabalha com produção cultural. Até essa sexta-feira (06), o “Produire au Sud” irá selecionar, até oito projetos de diretores e produtores brasileiros que participarão de seminários com especialistas internacionais na área de cinema. O evento ocorrerá pela segunda vez no Recife entre os dias 21 e 24 de abril, como parte do Ano da França no Brasil, em parceria com a Fundaj, Fundarpe e Funcultura.

Para participar os candidatos deverão enviar uma ficha de inscrição para pasrecife2009@gmail.com com cópia para elodie.ferrer@3continents.com. O projeto deve ser enviado por correio, com postagem até o dia 06 de março, para a Fundação Joaquim Nabuco – Divisão de Cinema (Rua Henrique Dias, no 609, Derby, 1a Andar, CEP: 52.010-100, Recife-PE). No edital, disponível no site da Fundarpe (www.fundarpe.pe.gov.br), estão listadas a documentação necessária.

A proposta do ateliê, que deverá selecionar oito projetos brasileiros, é analisar os elementos necessários para co-produções internacionais e oferecer consultorias individuais para cada projeto selecionado. Ao término, os projetos serão apresentados publicamente num pitching – defesa oral do projeto, para uma banca de avaliadores.

Poderão participar do ateliê de produção cinematográfica diretores e produtores de qualquer estado do país que tenham projetos em andamento e que atendam aos seguintes pré-requisitos: ter, preferencialmente, entre 25 e 40 anos; falar inglês e o produtor não ser também o diretor do filme.

Os responsáveis pela seleção, que será divulgada até o dia 24 de março, serão os membros da equipe do Produire au Sud, em Nantes. Cada projeto selecionado participará com dois representantes (o diretor e o produtor).

Em abril de 2006, houve a primeira edição do projeto do Recife. Entre os oito projetos selecionados, estavam os premiados KFZ-1348, documentário de Gabriel Mascaro e Marcelo Pedroso (PE), e Estômago, ficção de Marcos Jorge (PR).

Sem mais artigos