A artista plástica pernambucana Ianah Maia transformou lembranças de suas viagem em poesia visual. Algumas coisas bonitas que encontrei” será aberta ao público no dia 1º de março, no ZV Tattoo e Galeria, no Pina.

Depois de um ano viajando por dentro e para fora do Brasil, Ianah retorna ao Recife com esta exposição que traz pinturas, desenhos e fotografia. Ela apresenta lembranças de cidades como Salvador, Japaratinga, Aracaju, Petrolina, Arles e Paris.

Sempre relacionando seus trabalhos à natureza, ao feminismo e à cultura negra, Ianah captou com os olhos e com o coração tudo o que se dispôs na sua jornada, transformando em poesia visual, elementos e paisagens que lhe chamaram atenção. “Aparentemente não tem tanta conexão entre elas, mas foram coisas que me despertaram, coisas que encontrei dentro e fora de mim, e agora trago como se fosse uma lembrancinha de viagem”, descreve.

Foto: Junior Araújo.

As obras estarão dispostas em dois formatos: em papel aquarelável ou de fotografia, em tamanho A5, pronto para emoldurar, e também com a versão em papel vegetal, pronto para tatuar. A ideia é que as pessoas possam levar as duas obras consigo, tanto a pintura corporal quanto para decoração de um ambiente, basta agendar a data da tattoo. Os valores serão próximos daqueles praticados apenas para uma tatuagem.

Ao montar a exposição nesse formato, Ianah pensa ter encontrado a solução para algumas questões. Passa a atender ao desejo de clientes que gostavam tanto da tattoo que queriam ficar com o desenho – só que dessa vez irão levá-lo em um formato adequado para exibição – e também à sua vontade, de preservar sua expressão artística para além da pele. A proposta surgiu a partir de uma enquete feita por Ianah nas redes sociais. As pessoas deveriam responder o que prefeririam, caso ela sorteasse, gratuitamente, uma tatuagem ou uma pintura, do mesmo tamanho e valor. A resposta foi unânime: tatuagem. “Sinto que quando se fala em pintura, em obra de arte, a galera fica com o pé atrás. Então, esse formato tem muito essa ideia de aproximar o público da linguagem e do consumo de obra de arte”, explica.

A mostra fica aberta para visitação de 1º de março a 1º de maio, de quarta a sábado, das 14h às 21h. O acesso é livre. A ZV Tattoo e Galeria fica na Galeria Joana D’Arc (Av. Herculano Bandeira, 513 – Pina).

Sem mais artigos