UM WESTERN DO CANGAÇO
Melhor obra em quadrinhos de 2010 coloca cangaçeiros em ritmo de faroeste

Uma jornada de vingança e uma narrativa que remonta à boas tramas de ação cinematográficas, ambientado no sertão deram origem à melhor HQ de 2010. Bando de Dois, do quadrinhista Danilo Beyruth bem que podia ser um filme de Sergio Leone. Foi intenção do autor transportar para a mítica do cangaço o estilo western de contar histórias.

» Veja os 25 melhores quadrinhos de 2010

“Queria fazer o que o faroeste americano faz com suas histórias, tornando aqueles cenários e personagens em algo maior do que são”, diz Beyruth, por telefone. “Se você conhecer o cowboy de verdade verá que é bem diferente daquilo. Aí eles vão e colocam o Clint Eastwood como um super-herói”. Para o autor, faltava na leitura dos cangaçeiros essa proposta de idealizar, recriar aquele mundo a serviço de boas histórias.

Bando de Dois cumpre bem essa intenção. Ambientado no sertão nordestino, a trama conta a história de Tinhoso e Cavera di Boi, dois cangaceiros cujo bando foi exterminado. Eles partem em busca dos algozes que escondem as cabeças dos companheiros. Eles precisam dar fim a elas para que os mortos possam descansar.

O traço de Beyruth segue seu estilo revelado em sua primeira HQ, Necronauta, mas adiciona novidades como o uso do cinza. É sua primeira incursão pelas HQs mais longas, e claramente, é seu trabalho mais autoral. O lançamento trouxe prestígio a esse ilustrador que começou recentemente no mercado dos quadrinhos. “Claro que fiz com a intenção de dar certo, mas não esperava essa repercussão”, diz Beyruth, que completa ao dizer que “2010 foi um ano fenomenal”.

“A produção de HQs do Brasil cresceu não apenas em quantidade, mas também em qualidade”. Bando de Dois saiu pela Zarabatana Books, de São Paulo e venceu no Estado o edital de incentivo a novas obras em quadrinhos. E continuações. “Muitas pessoas me perguntam isso, e é certo que farei uma continuação, mas ainda não tenho data de retomar a esse projeto”.

Por enquanto Danilo trabalha em novas histórias de seu personagem Necronauta. Há ainda outro trabalho em processo de criação, mas que ainda não é possível falar. A depender das boas ideias trazidas em Bando de Dois, já dá pra ficar ansioso.

Sem mais artigos