ABRA SUA CABEÇA
Novo mangá da Panini discute existencialismo a partir da escolha em se fazer uma estranha cirurgia na crânio
Por Paulo Floro

Homunculus deve chamar atenção primeiro pelo seu tema curioso, em seguida por seu roteiro. Ele trata da trepanação, uma cirurgia muita antiga, presente em várias culturas que consiste em fazer um pequeno buraco no crânio para liberar um suposto “sexto sentido”. A trama fala de Nakoshi, um rapaz misterioso que vive nas ruas, dorme dentro do próprio carro, e que decide se submeter a cirurgia após receber a proposta de Ito, um rico estudante de medicina.

Parte do gênero Seinen, destinado a leitores maduros, Homunculus faz parte da renovação de títulos que a Panini anda fazendo no seu selo especializado, a Planet Manga, ao lado de Gantz. Aqui, temos basicamente, um thriller psicológico, uma narrativa cujo interesse está sobretudo no personagem principal. O desenrolar da trama e a construção da personalidade de Nakoshi mais esconde do que revela, criando certa tensão no leitor, que acaba buscando pistas todo o tempo. Não sabemos nada sobre ele, e ao fim do volume, mais perguntas ficam no ar. Esse jogo de revelar é o segredo das histórias de suspende e poucos autores conseguem êxito. Aqui, o texto muito bem amarrado ajuda ainda mais a fazer da história uma leitura das mais interessantes nos mangás publicados no Brasil.

Nakoshi é cético e procura certa distância de todos, mesmo tentando agradar um grupo de mendigos vizinhos. De repente, é mostrado uma dualidade em sua persona que dará um outro rumo à série: ele tem muita sensibilidade para perceber o que ninguém se importa, como coisas e lugares. A começar por seu carro, do qual escuta vibrações e “sente” problemas e defeitos. Já Manabu Ito é um médico entusiasta do ocultismo e da paranormalidade.

Escrito por Hideo Yamamoto, a série foi publicada na revista Big Comics Spirits. Por aqui terá peridiocidade bimestral e oito volumes. A série tem seus méritos por apresentar um roteiro original, mas o traço ainda peca pelo formalismo, muito inspirado pelas comics americanas, sem explorar toda estrutura narrativa de um mangá.

HOMUNCULUS
Hideo Yamamoto (texto e arte)
[Panini, 256 págs, R$ 9,90]
Trad: Drik Sada

NOTA: 7,5

Sem mais artigos