A escritora será a nova roteirista do título regular da . Wilson é autora de uma das HQs mais elogiadas da Marvel nos últimos anos, .

Sua contratação faz parte de uma leva de artistas do primeiro escalação da Marvel que decidiram trabalhar com a DC Comics. A aquisição mais recente foi Brian Michael Bendis, responsável por revistas como Vingadores, Demolidor e Homem-Aranha e que agora assina o gibi do Superman.

No entanto, a ida de Wilson para o título da Mulher-Maravilha não significa que ela esteja deixando a Marvel de vez. No Twitter, a escritora afirmou que ainda tem trabalhos a serem publicados pela editora dos Vingadores. A Marvel ainda não se pronunciou.

O primeiro arco de Wilson no título da Mulher-Maravilha mostra Diana no meio de um conflito na Europa Oriental cujo vilão é Ares, o Deus da Guerra. O artista será Cary Nord e a história chega às lojas em novembro (na edição #58).

Representatividade

G. Willow Wilson fez história na indústria dos quadrinhos com Ms. Marvel, título que mostra a jovem Kamala Khan lidando com sua vida de heroína ao mesmo tempo em que trata de questões típicas de uma adolescente. Filha de imigrantes paquistaneses, a personagem fez parte de uma renovação de representação de diferentes etnias na Marvel.

A própria Wilson é muçulmana como a personagem e as histórias trazem questões religiosas e culturais com mais propriedade do que vemos comumente nos quadrinhos de heróis.

Ainda não se sabe ao certo o destino de Wilson no título da Ms. Marvel após sua contratação para escrever Mulher-Maravilha.

O gibi da Mulher-Maravilha é publicado no Brasil pela Panini em edições mensais e atualmente é escrito por James Robinson e desenhado por vários artistas, entre eles a brasileira Bilquis Evely.

Sem mais artigos