João Paulo Cuenca é um dos grandes destaques da Fliporto em debate sobre a literatura brasileira atual

FLIPORTO ANUNCIA PROGRAMAÇÃO 2008

Depois que a Festa Literária de Paraty (Flip) logrou sucesso dentro e fora do Brasil, o formato do evento foi copiado em vários locais do País. O mais bem sucedido é o da Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas (Fliporto 2008) que em sua quarta edição traz como tema “Trilhas da Diáspora. Literatura em África e América Latina”. A Fliporto, como é chamada, presta homenagem ao escritor baiano Jorge Amado pelos 70 anos de publicação do romance Jubiabá. Há homenagens ainda ao centenário de Solano Trindade e a Josué de Castro. Esta edição mantém a vocação de ser um grande evento e conta com mais de 180 participantes entre os dias 6 e 9 de novembro.

José Eduardo Agualusa, Artur Pestana (Pepeleta), Ana Paula Tavares, Paulina Chiziane, Fernando Nieto Cadena, Nelson Simon, Waldo Leyva, Francisco Fernandez, entre vários outros nomes de peso. “Nessa edição fazemos uma homenagem ao continente africano seguindo a linha da internacionalização que teve início no ano passado. Mas ainda mantemos a plataforma de contato com escritores, autores e estudiosos da literatuura da América Latina”, disse a curadora do evento Lucila Nogueira.

Uma das partes mais importantes da programação está no debate “Litetura Brasileira Hoje” com a participação de Bruno Piffardini, Cláudio Willer, João Paulo Cuenca, José Mário Rodrigues, Sérgio de Castro Pinto e Vicente Franz Cecim. A mesa tem coordenação do escritor pernambucano Raimundo Carrero.

Outra novidade fica por conta do concurso literário por celular fruto de uma parceria entre a Gol Mobile e a Fliporto e que distribuirá R$ 6 mil em prêmios. Os interessados deverão enviar um texto de, no máximo, 160 caracteres de um aparelho celular OI para o número 48333.

Descentralizado
A festa mantém o caráter descentralizado iniciado ano passado. Os debates e discussões acontecem no auditório do Hotel Armação, com entrada franca. Paralelamente há uma programação mais festiva que fica na Casa Latino-América, onde são realizados shows, recitais e os principais lançamentos de livros como o de Helio De La Peña com Vai Na Bola Glanderson; Beto Silva duplamente em Uma Piada Pode Salvar o Mundo e Júlio Sumiu. E também o lançamento de O Legítimo Livro Pirata, assinado por toda a equipe do Casseta & Planeta. Passam pelo espaço ainda Nando Cordel; o grupo de dança afro Magê-molê, Silvério Pessoa com o documentário e livro homonimos Diário de Viagem; Gabriel Pensador com Diário Noturno; Lirinha, líder do Cordel do Fogo Encantado lança Mercadorias e Futuro, livro baseado no monólogo que apresentou em diversas capitais do País.

Entre alguns convidados que circulam pelo local estão o jornalista Zeca Camargo, Glória Maria, Affonso Romano de Sant’Anna, Ronaldo Bressane, Tony Tcheca, entre outros. O espaço contudo só permite acesso a convidados. “No espaço temos um intercâmbio entre literatura e ou espaços de expressão dela”, diz Mônica Silveira, a organizadora da programação da Casa Latino-América.

[+] Confira aqui toda a programação completa

Sem mais artigos