Wikileaks

Nessa quarta (23) vazou a primeira imagem do filme sobre o Wikileaks, batizado de The Fifth State. A estreia está prevista para novembro. Benedict Cumberbatch, que vive Sherlock Holmes na série Sherlock, da BBC fará o papel do fundador do site, Julian Assange.

Quem também está no filme é Daniel Brühl, que faz o papel de Daniel Domscheit-Berg, amigo de Assange. O filme tem roteiro de Josh Singer (West Wing) e direção de Bill Condon, o diretor de Saga Crepúsculo: Amanhecer Parte 1 e 2. O roteiro será baseado no livro My Time with Julian Assange at the World’s Most Dangerous Website (Meu Tempo com Julian Assange no Mais Perigoso Website do Mundo, ainda inédito no Brasil).

Assange está exilado na embaixada do Equador, em Londres há seis meses. Ele fugiu de sua prisão domiciliar para escapar de uma deportação para a Suécia, onde é acusado de crimes sexuais. Segundo ele, existe uma conspiração para ser extraditado aos EUA. O Wikileaks causou dor de cabeça a muitos governos depois que revelou documentos confidenciais sobre operações militares no Oriente Médio.

Nesta quinta (24), Julian Assange fez um discurso da embaixada do Equador. E ele não estava nada feliz com um filme sobre o Wikileaks. Em reportagem da AFP, Assange disse ter tido acesso a uma cópia do roteiro de The Fifth State, que chamou de “mentiroso”. “Mentira sobre mentira. O filme é um ataque de propaganda massiva contra o WikiLeaks e os membros de minha equipe”.

Assange fez um discurso pela internet para estudantes da Universidade de Oxford. Já o diretor Bill Condon disse que seu filme não irá condenar o Wikileaks. Em matéria da AP, ele disse que não existirá nenhum “julgamento moral” sobre o site. A Dreamworks iniciou as gravações em Reykjavik, na Islândia.

Sem mais artigos