Na sessão do filme-jogo A Gruta, no Festival do Rio, o público terá controles remotos individuais para interferir no destino dos protagonistas. Serão mais de 30 momentos de interatividade e 11 finais possíveis para a história. E o espectador pode escolher, já no começo do filme, se quer assisti-lo pela perspectiva do personagem Tomás ou da mocinha, Luiza.

O filme foi convidado para exibição Hours Concours no Festival do Rio, no dia 2 de outubro de 2009. Serão distribuídos 300 controles remotos para que o público decida, por votação, os rumos da narrativa. A Gruta, que teve sucesso em sua apresentação no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2008, traz para o Rio novas opções de interatividade, além de projeção em HD (alta definição).

O diretor brasiliense Filipe Gontijo estará presente nas apresentações cariocas e também na mesa-redonda, no dia primeiro de outubro, sobre a relação entre videogames e cinema. A mesa também será composta por representantes da DREAM WORKS e da UBISOFT (esta, referência mundial em desenvolvimento e publicação de jogos eletrônicos).

Após a exibição no Rio, o filme será apresentado também nos festivais de Belo Horizonte, em 17 de outubro, e de São Paulo, no dia 6 de novembro.

Sem mais artigos