O Festival do Rio,  divulgou a lista dos 35 filmes a serem exibidos que serão exibidos no evento e concorrentes ao troféu “Redentor”. Ao todo, 18 participarão da mostra competitiva concorrendo nas categorias ficção, documentário, curta-metragem, direção, ator e atriz, com premiações especiais de escolha do júri, do voto popular para longas de ficção e documentário. O evento acontece entre os dias 25 de setembro e 9 de outubro. Além dos filmes que concorrerão no festival – nas categorias ficção e documentário – os organizadores criaram a mostra paralela “Cenas do Rio”, com longas que tem a cidade como tema.

Confira a lista completa:

Ficção (mostra competitiva)

“A festa da menina morta”, de Matheus Nachtergaele
“Apenas o fim”, de Matheus Souza
“Feliz natal”, de Selton Mello
“Juventude”, de Domingos Oliveira
“Rinha”, de Marcelo Galvão
“Se nada mais der certo”, de José Eduardo Belmonte
“Verônica”, de Maurício Farias
“Vingança”, de Paulo Pons

Documentário (mostra competitiva)
” Cantoras do rádio”, de Gil Baroni e Marcos Avellar
“Cinderelas, lobos e um príncipe encantado”, de Joel Zito Araújo
“Contratempo”, de Malu Mader e Mini Kerti
“Estrada real da cachaça”, de Pedro Urano
“Jards Macalé – um morcego na porta principal”, de Marco Abujamra e João Pimentel
” Loki – Arnaldo Baptista”, de Paulo Fontenelle
“Morrinho – Deus sabe tudo mas não é X9”, de Fábio Gavião e Markão Oliveira
“Palavra (en)cantada”, de Helena Solberg
“Sentidos à flor da pele”, de Evaldo Mocarzel
” Titãs – a vida até parece uma festa”, de Branco Mello e Oscar Rodrigues Alves

Ficção
“A erva do rato”, de Julio Bressane
“Um romance de geração”, de David França Mendes
“Romance”, de Guel Arraes
“A guerra dos Rocha”, de Jorge Fernando
“Todo mundo tem problemas sexuais”, de Domingos Oliveira

Documentário
“O homem que engarrafava nuvens”, de Lírio Ferreira
“Pan-cinema permanente”, de Carlos Nader
“Garapa”, de José Padilha
“Simonal – ninguém sabe o duro que eu dei”, de Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal

Mostra Retratos

“A paixão segundo Callado”, de José Joffily
“Juruna, o espírito da floresta”, de Armando Lacerda
“Vida”, de Paula Gaitán
“Paulo Gracindo – o bem amado”, de Gracindo Junior
“Só dez por cento é mentira”, de Pedro Cézar

Mostra Cenas do Rio

“Corpo do Rio”, de Izabel Jaguaribe e Olivia Guimarães
“Favela on blast”, de Leandro HBL
“Abaixando a máquina”, de Guillermo Planel e Renato de Paula
“Eu sou povo”, de Bruno Bacellar, Luis Fernando Couto e Regina Rocha
“Praça Saens Peña”, de Vinicius Reis
“Novela na Santa Casa”, de Cathie Lévy

Sem mais artigos