O blog Dominódromo e os selos Si no puedo bailar, no es mi revolución e Estamos Felices, da Argentina, trarão o músico portenho Juan Stewart ao Brasil, pela primeira vez. A sua única apresentação será em 16 de setembro, no Na Mata Café.

O trabalho de Juan combina a melancolia ambient de William Basinski, as texturas eletrônicas dos islandeses Múm e Sigur Rós, e a liberdade estrutural de expoentes do post-rock. Sua sonoridade lhe valeu diversas colaborações com o novo cinema argentino, como nas trilhas de Nadar Solo e Como un Avión Estrellado. Stewart também é conhecido por sua banda anterior, Jaime Sin Tierra, um dos maiores nomes da cena independente argentina no passado recente.

Por aqui, ele apresentará o material de seus 3 discos-solo, 3, El silencio de las cosas e Oui!, e novas faixas do próximo trabalho, Los Dias, acompanhado de Mariano Ezain (guitarra), Fran Carosi (baixo e guitarra) e Javier Diz (bateria).

O show fará parte da primeira festa ENTONCES…, projeto do Dominódromo e os selos supracitados. Por ela, passarão a nova música latina (em shows) e mundial (em discos ou MP3), e as ilustrações e projeções de artistas dos dois países. Tudo junto, a um só tempo, sem pedir licença.

Nessa noite, quem abrirá o show de Stewart será a banda Milocovik, de São Paulo. Entre as apresentações, a discotecagem será dos No-DJs, residentes do clube Niceto, em Buenos Aires, e também do Dominódromo.

Serviço:
ENTONCES… #1, com JUAN STEWART
Abertura – Milocovik (myspace.com/milocovik)
16 de setembro de 2008, às 21h
Na Mata Café – Rua da Mata, 70. São Paulo – SP.
R$25 / R$20 na lista (mande seu nome para entonces@dominodromo.com.br)

Sem mais artigos