feistnewmainingridjohanssontd7.jpg

FEIST
Open Season
[Interscope, 2006]

feist-cd-2.jpgEm 2004 a canadense Leslie Feist lançou o disco Let It Die, e mostrou que aquela pequena e apagada integrante do Broken Social Scene, era na verdade uma das maiores cantoras que o pop viria a descobrir. Inquieta, antes, Feist já tinha colaborado em diversos projetos de músicos-amigos. Peaches, Mocky, Jammie Liddel e a banda Kings of Convenience são apenas alguns nomes do círculo fraterno da moça. Neste seu novo trabalho, Feist entregou faixas de seu disco mais famoso à seus amigos e várias faixas de Let It Die remixadas e regravadas se transformaram nesse Open Season.

O resultado foi um espetacular disco novo. Ao se entregar a colaborações, Feist recebeu como retribuição por suas contribuições em trabalhos alheios, uma festa só com a nata do indie-rock. José Gonzáles inicia o disco com um delicado piano em “One Evening”, Mocky transforma “Mushaboom” numa bossa eletrônica luxuosa.

A cover dos Bee Gees, “Inside In-Inside Out”, se era dancante no outro disco, virou uma balada melancólica nesse, mas ainda assim interessante. Pra comprovar o luxo, resta citar o dueto com Jane Birkin, eterna musa do pop francês (“The Simple Story”) e o remix do Postal Service na faixa mais dançante do disco. Presente mais do que merecido. [Paulo Floro]

NOTA: 8,0

Sem mais artigos