A galeria MauMau estreia no sábado (8) a exposição Hidro-Gráficas, da Gráfica Lenta.

O projeto Hidro-Gráficas nasceu do contato entre a Gráfica Lenta e outros ateliês de gravura espalhados pelo mundo, trocando gravuras pelo correio.  A ideia de produzir gravuras com a temática das águas surgiu pela curiosidade de todos os ateliês envolvidos residirem em cidades que são cortadas por rios.

E mesmo nessa relação entre cidade e rio, em sua maioria, uma relação pouco harmoniosa, os rios também nos mostram outras várias dimensões: biológica, histórica, antropológica, econômica, as pontes e travessias de barco, a fauna e flora, do rio e das margens, e toda a fantasia que um rio nos inspira a criar.

Tejo em Lisboa, Parnaíba e o Poty, em Teresina, Cocó, em Fortaleza, Capibaribe e Beberibe em Recife, Arrudas, em Belo Horizonte.

Assim, artistas e ateliês se reuniram para fazer exposições em todas estas cidades. O  Contraprova – Atelier de Gravura, de Lisboa, realizou sua mostra na Biblioteca Municipal do Barreiro. O Nugrappi, realizou a sua na Biblioteca Comunitária Jornalista Carlos Castelo Branco, na UFPI, em Teresina. O Grupo Matrix realizou a sua exposição no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Fortaleza. E agora chegou a vez da Gráfica Lenta, com  o desejo de contribuir para a vida do nosso rio capibaribe, de nossas artérias do mundo.

Além da exposição, a Lojinha Maumau também estará aberta com produtos de mais de 30 artistas da cidade. A Maumau também apresenta intervenções artisticas de Bia Melo, Greg Vieira e Isabela Stampanoni.

Sem mais artigos