Nas próximas semanas, passado o Carnaval, Watchmen irá povoar o noticiário pop com o lançamento da adaptação para os cinemas da obra de Alan Moore e Dave Gibbons. Envolta em polêmica, o longa não teve a aprovação de seu criador, Moore, que torce inclusive pelo fracasso nas bilheterias. O filme, dirigido por Zack Snyder, teve uma longa briga de direitos entre dois grandes estúdios (Warner e Fox), mas está sendo vendido como a mais fiel adaptação já feita dos quadrinhos para as telonas. Por aqui, estreia dia 06 de março.

Já a Panini promete para a semana de estreia do filme o encadernado de luxo de Watchmen. O preço pode não ser nada convidativo, mas reflete o status de importância que a maxissérie ganhou na indústria cultural. Outra obra, lançada esta semana pela editora Aleph é Os Bastidores de Watchmen, escrito por Dave Gibbons.

O Grito! preparou um especial que se dedica não a comentar a agenda de lançamentos baseadas em Watchmen e sim, discutir seu real valor no mundo dos quadrinhos e das artes. Para isso chamamos convidados para colaborarem com suas visões pessoais da série, entre eles Delfin, Hector Lima e nosso colaborador Germano Rabello. Pra completar, quadrinhistas brasileiros fizeram artes exclusivas tendo o universo dos vigilantes criado por Moore como inspiração.

ESPECIAL WATCHMEN
[+] POR DELFIN
[+] POR GERMANO RABELLO
[+] POR HECTOR LIMA
[+] GALERIA
[+] EXCLUSIVO: QUADRINHISTAS BRASILEIROS REVEEM A OBRA

Sem mais artigos