Como tornar acessível espetáculos de dança, performances e peças de teatro para pessoas com deficiência? Quais os recursos necessários? Além disso, quais as potências em cena de uma artista com deficiência? Essas são algumas das perguntas que o 4º Encontro de Acessibilidade Comunicacional em Pernambuco pretende provocar, discutir e responder de 02 a 05 de maio, no Sesc Santo Amaro, no Recife. Palestras e mesas com nomes nacionais, apresentação acessível e oficinas sobre recursos de acessibilidade na produção cênica e cultural estarão na programação, que contará também com apresentação de trabalhos.

Leia Mais
Crítica: visibilidade para cadeirantes em Ícaro

A edição tem como mote o tema Pulsações para a cena e em cena. “Durante o encontro, as reflexões e debates tratam da cena enquanto vida, que atravessa o cotidiano, a educação, a cultura, a tecnologia, as diversas linguagens artísticas, a forma de ser e estar no mundo e a acessibilidade como pulsações inclusivas que lampejam mudanças para e com as diversidades humanas”, coloca Andreza Nóbrega, fundadora e coordenadora do projeto.

O encontro terá início na quarta-feira (2), às 9h, com Mesa de Abertura com gestores e representantes de instituições com ações voltadas para inclusão social, seguida da mesa “O artista em questão: pelo direito de ser artista com deficiência: Artes: cultura e identidade surda”, com Cristiano Monteiro, às 10h.

A tarde do dia 2 segue com a palestra “Para além do Theatron: a percepção da performance pelo espectador com deficiência visual”, às 14h, com Letícia Schwartz (RS), e da mesa “Mostra Inclusiva Dançabilita – da semente aos frutos”, às 16h, com Renata Tarub (PE). Após a mesa, haverá a demonstração de trabalho de formação da turma de Dança do Ventre Inclusiva, com a Cia Renata Tarub (PE).

Leia Mais
Um dossiê sobre o teatro pernambucano hoje

A última das palestras encerrará o encontro no sábado (5), às 15h, com o tema “No trombone: processos de acessibilidade em espetáculos cênicos”, com relatos de experiências e iniciativas de artistas e produtores pernambucanos na área do teatro e inclusão.

Oficinas e Laboratórios

As oficinas terão início na quinta-feira (3). A primeira será a de “Cortinas Abertas para as pessoas com deficiência visual”, com Letícia Schwartz (RS), nos turnos da manhã e da tarde. Na sexta (4), é a vez da oficina de “Adaptação de material: recursos alternativos para Pessoas com deficiência visual” com Patrícia Pordeus (PE), das 9h às 13h. A última oficina ocorrerá no sábado (5), das 9h às 13h, com o tema “Divulgação Acessível” com Andreza Nóbrega (PE).

Além das oficinas, o encontro realizará dois laboratórios de artistas. Na quinta-feira (3), às 17h, haverá o Lab de Artista I, com alunos de Letras-Libras da UFPE, sob coordenação do prof. Cristiano Monteiro, do Núcleo de Estudos de Pesquisas sobre Libras – Nepel. O segundo laboratório será na sexta-feira (4), às 17h, com alunos atores e alunas atrizes do projeto Experiri Lab de Artista, projeto iniciado no início do ano com pessoas com e sem deficiência no sentido de investigar as potencialidades dos sentidos e do universo não vidente na linguagem teatral, com a coordenadora do encontro Andreza Nóbrega.

Espetáculo Acessível

No último dia do encontro, às 14h, a Cia. Etc. (PE) apresentará o espetáculo TANDAM, com audiodescrição e Libras, seguido de bate-papo com os artistas e equipe de acessibilidade. A peça é voltada ao público infantil, que é convidado a ver o invisível a partir da dança por meio de experiência de imersão de cerca de seis minutos, com sessões comportando até 12 crianças.

Em diálogo com pesquisas acadêmicas e a experiência de artistas e de público com a acessibilidade nas artes cênicas, no cenário cultural e na educação, o encontro também terá espaço para apresentação de trabalhos que investigam essa temática. Pesquisadores, estudiosos e profissionais de Pernambuco, Bahia, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Santa Catarina apresentarão suas comunicações nos dias 03 e 04 de maio, das 9h às 12h e das 13h às 17h.

O 4º Encontro de Acessibilidade Comunicacional em Pernambuco será entre os dias 02/05 e 05/05 no Sesc Santo Amaro (Rua Treze de Maio, 455, Santo Amaro – Recife).
Gratuito
Inscrições gratuitas pelo formulário. Mais informações: vouverencontro@gmail.com

Confira a programação completa:

PROGRAMAÇÃO GERAL
LOCAL: Teatro Marco Camarotti – Sesc Santo Amaro

02/05/2018 – (quarta)
9h – Mesa de abertura: Gestores culturais e representantes de Instituições que desenvolvem ações pela inclusão de todos os públicos.
10h – Mesa de conversa: “O artista em questão: pelo direito de ser artista com deficiência: Artes: cultura e identidade surda”, com Cristiano Monteiro (UFPE). Mediação: Andreza Nóbrega (PE)
14h – Palestra “Para além do Theatron: a percepção da performance pelo espectador com deficiência visual” com Letícia Schwartz (RS). Mediação: Renata Tarub (PE).
16h – Mesa de conversa: “Mostra Inclusiva Dançabilita – da semente aos frutos” com Renata Tarub (PE)
17h – Demonstração de trabalho formação da turma de Dança do Ventre Inclusiva com Cia Renata Tarub (PE)

03/05/2018 – (quinta)
9h-13h e 14h-18h – Oficina “Cortinas Abertas para as pessoas com deficiência visual”, com Letícia Schwartz (RS)
9h-12h e 13h-17h – Apresentação das Comunicações- Apresentação de pesquisas desenvolvidas na área de acessibilidade. Mediadores das comunicações: Andreza Nóbrega/ Emanuella de Jesus/ Ernani Ribeiro/ Lais Castro/Milton Carvalho/Patrícia Pordeus.
17h – Lab de Artista I com alunos do Letras/Libras da UFPE. Coordenação de Cristiano Monteiro (PE), com Alunos do Letras/Libras da UFPE.

04/05/2018 – (sexta)
9h às 13h – Oficina “Adaptação de material: recursos alternativos para Pessoas com deficiência visual” com Patrícia Pordeus (PE)
9h-12h e 13h-17h – Apresentação das Comunicações- Apresentação de pesquisas desenvolvidas na área de acessibilidade. Mediadores das comunicações: Andreza Nóbrega/ Emanuella de Jesus/ Ernani Ribeiro/ Lais Castro/Milton Carvalho/Patrícia Pordeus.
17h às 19h – Lab de Artista – Experiri com Alunos Atores e Alunas Atrizes do projeto Experiri Lab de Artista (PE)
Apresentação da comunicação sobre o projeto – “ExpeririLab de Artista: Pesquisa de Intervenção no Teatro com pessoas com deficiência visual” com Andreza Nóbrega (PE)

05/05/2018 – (sábado)
9h às 13h – Oficina “Divulgação Acessível” com Andreza Nóbrega (PE)
14h – Apresentação artística de espetáculo de Dança com AD e Libras seguida de bate-papo com artistas e equipe de acessibilidade. Espetáculo TANDAM da Cia. Etc. (PE)
15h- 17h – Mesa redonda “No trombone: processos de acessibilidade em espetáculos cênicos” com relato de experiências e iniciativas de artistas e/ou produtores pernambucanos na área do teatro e inclusão com Rapha Santa Cruz (PE)/ Agrinez Melo(PE)/ Mediação: Rita Marize (PE)

Sem mais artigos