O rapper Emicida comentou em seu blog sobre sua detenção neste domingo (13), em Belo Horizonte. Ele se recusou a assinar o boletim de ocorrência, pois disse que o documento estava incorreto.

Em seu blog, a equipe do rapper postou: “Na versão que foi registrada no Boletim de Ocorrência, policiais afirmam que Emicida teria dito uma frase diferente da que o vídeo e o áudio em anexo comprovam. Por isso, o músico não assinou o documento. A alegação dos policiais é a de que ele teria dito a seguinte frase: ‘Eu apóio a invasão do terreno Eliana Silva, região do Barreiro, tem que invadir mesmo, levantem o dedo do meio para cima, direcione aos policiais, pois todos esses tem que se fuder’. Em nenhum momento o rapper se dirigiu diretamente aos policiais militares que trabalhavam no evento ou pediu que o público fizesse algum gesto obsceno a eles. O show ocorreu sem nenhuma confusão”.

Ele foi detido depois do show no festival Palco Hip Hop, gratuito. A prisão aconteceu após a música “Dedo Na Ferida”, em que o músico critica a atuação da polícia. Ele foi liberado por volta das 22h30. “Acabo de ser liberado. Desacato de autoridade, por cantar uma música. Obrigado pelo apoio”, postou no Twitter.

A assessoria da Polícia Militar publicou nota afirmando que o rapper incitou a plateia a fazer gestos obscenos, como levantar o dedo do meio, contra os policiais. Veja abaixo a música que causou a confusão.

Sem mais artigos