elza

A cantora Elza Soares abriu um financiamento coletivo para a gravação do DVD de seu último trabalho, A Mulher do Fim do Mundo. O show será na comunidade CentreVille, em São Paulo, que receberá parte dos recursos obtidos em forma de melhorias no local, como tratamento de esgoto e iluminação permanente nas ruas.

O show também marca os 60 anos de carreira de Elza Soares e deve contar com seus novos hits e também clássicos como “A Carne“. O mais recente disco, A Mulher do Fim do Mundo, foi considerado o melhor álbum do ano aqui na Revista O Grito! e foi aclamado no Brasil e no exterior. As faixas tratam de empoderamento feminimo, racismo e transexualidade. “Maria da Vila Matilde“, um dos primeiros singles, tornou-se um hino contra a violência doméstica.

“Disseram que gravar o DVD de A Mulher do Fim do Mundo na comunidade CentreVille era impossível, ficaria muito caro e precisaria de uma estrutura que não existe no local”, escreveu Elza. “Eu não aceito impossibilidades: vou gravar meu DVD na comunidade de CentreVille e ainda deixar um legado de tratamento de esgoto, iluminação permanente para as ruas e um empoderamento sem igual para os moradores do local.”

Entre as recompensas da campanha estão DVDs autografados, um debate com Elza sobre empoderamento feminimo, visita ao backstage e até um chá com a cantora em sua casa, em Copacabana, no Rio de Janeiro. A campanha vai até o dia 11 de agosto.

Ouça abaixo o disco A Mulher do Fim do Mundo.

Sem mais artigos