DE NOVO, TUDO NOVO

Completamos quatro anos. Começamos lá trás, ainda sediados no Blogspot (bem amador), que na época era super tendência. Depois veio o domínio próprio, seguido pela insurgência ocasionada pelo wordpress, veio o twitter, o facebook, formspring, vimeo e um sem número de redes e mídias sociais.

Nesse trajeto, a gente mudou de layout, de equipe, de direção e de caminho. Fizemos e refizemos essa revista. Aprontamos ações ao vivo. Organizamos festas, encontros e cervejadas. No Recife, em São Paulo, em João Pessoa, Fortaleza, Maceió…e em tantas outras cidades, fizemos agitos e juntamos muita gente. Tudo para brindarmos a algo muito maior: a vontade de descobrir o que ainda não foi descoberto, pessoas, músicas, discos, livros, temas, questões, respostas e perguntas que merecem ser feitas.

Coisas que precisam ser ouvidas de todo modo, que precisam ser, invariavelmente, lidas e reverberadas. E isso é a nossa vocação. Nascemos para descortinar, apresentar e, tenha certeza, sabemos “dar o que falar”.

Esta edição marca nosso retorno. Voltamos, mais uma vez, reformulados. O novo layout foi projetado pelo nosso antigo colaborador, Raul Luna. Ele, bom conhecedor da nossa identidade, foi procurar as melhores referências em portais de fora. Trouxe muita coisa boa, muita coisa ruim e fizemos uma verdadeira separação do joio e do trigo que resultou na formatação que vocês vêem nesta página.

Raul, que também é artista plástico e videoartista, apostou num visual limpo e foi fundo numa de suas marcas registradas, o criativo uso do preto e branco. Quem fez a programação foi Felipe Dario, que também trouxe mais ideias ao projeto e foi paciente com tudo o que a gente queria em HTML!

Nesta edição de (re)estreia fomos além das nossas próprias fronteiras. Fomos até o outro extremo do mundo ocidental, a Rússia, vimos muitos filmes (que já podem ser vistos em casa mesmo), e trouxemos uma reportagem feita em Lisboa sobre a música pop infanto-juvenil e o porque de tantos artistas se arriscarem no gênero. E da Argentina, trouxemos aos leitores novidades dessa crescente presença dos quadrinhos hermanos por aqui. Tem novos blogs no ar, os antigos continuam a todo vapor.

E isso é só o começo de uma “new age”. Que, como todos os inícios, vale a pena só pela renovação.

Abraços, boa Leitura!
Os editores.

Sem mais artigos