PICHAÇÃO E PREJUÍZO
Hacker turco ataca os servidores da Locaweb e tira mais de 25 mil páginas brasileiras do ar, entre elas a Revista O Grito!, que ficou quase dois dias sem atualização

Por Paulo Floro
Da Revista O Grito!, para o JC Online

Um ataque de crackers (hackers criminosos que invadem sistemas) à empresa de hospedagem virtual Locaweb foi um dos assuntos mais comentados na internet nessa última sexta-feira (17). Milhares de blogs e sites ficaram offline com a invasão, entre elas a pernambucana Revista O Grito!. No lugar das homepages e conteúdos foi colocada a foto da bandeira da Turquia e outra foto de Mustafa Kemal Atatürk, fundador e primeiro presidente daquele país.

Segundo o ranking do Zone-H, um observatório de ameaças digitais, mais de 27 mil sites sofreram o ataque nesta manhã. Quem assina a invasão é alguém conhecido como iSKORPiTX Hacker Turco. A Locaweb é um dos assuntos mais comentados no Twitter, sobretudo pela falta de contato e suporte aos clientes. Relatos afirmaram que atendimentos via chat estavam offline e ninguém atendia os telefones de suporte.

Apesar de toda essa repercussão negativa no Twitter, a empresa postou no microblog apenas uma mensagem, anunciando uma nova funcionalidade em seu painel de controle. Só depois, já na noite da sexta, que informou aos clientes que estavam “analisando as mensagens postadas”.

Isso deixou os usuários ainda mais revoltados e menções negativas à marca aumentaram, sobretudo com a criação da tag #Locafail. Procurada pela reportagem, a assessoria da Locaweb não retornou às ligações. Enquanto nenhum posicionamento oficial era dito, usuários se perguntam quem irá arcar com os prejuízos, já que vários sites são comércios eletrônicos ou geram receita através de banners e impressões de páginas. “17 de setembro é o 11 de setembro da Locaweb”, disse o usuário Conrado Adolpho, no Twitter. “E depois ainda falavam que a locaweb tinha o melhor serviço de hospedagem da América Latina”, lamenta @thiagolhp.

Fóruns da internet comentaram os ataques. O cracker conhecido como Iskorpitx já teria efetuado outro ataque parecido, mas com menor intensidade em 2006. O tipo de invasão é conhecido como defacemente, que é o ato de modificar uma página para outra feita pelo hacker.

É também conhecido entre os programadores como “pichação”, e tem geralmente intenções políticas. “Consegui falar com a Locaweb no final da manhã e eles disseram que nossos arquivos estão assegurados, mas estamos temerosos”, afimou Fernando de Albuquerque, um dos editores da Revista O Grito!, com sede no Recife e que tem mais de 3 mil artigos da publicação hospedados na Locaweb. A Revista enfim, voltou ao ar, no sábado. E só no domingo, a Locaweb enviou email informando que tudo estava normalizado. Ah, e pediu desculpas pelo transtorno.

O texto foi originalmente publicado no JC Online na última sexta-feira (17).

Sem mais artigos